sexta-feira, abril 30, 2010

Devassa, eu?

Por Karina Lima
“Menina doida, criatura desvairada... vai ficar falada entre os vizinhos!” – é muito provável que você e eu já tenhamos ouvido essa frase e suas variantes por uma [ou uma penca] de vezes, com mamães e titias como possíveis narradoras. Fato: desde que uma menina se entende como gente, por mais distinta que seja, ela precisa aprender uma lição: a se ‘dar ao respeito’ na condição de mulher.

Mulher precisa ter compostura, tomar litros de tenência e ingerir bom juízo em doses cavalares. É assim nesse país em que a gente vive. Nesse lugar de tanta pompa e circunstância, mulheres não viram frutas voluptuosas, não rebolam ao som de não-músicas, nunca são chamadas de cachorras-bandidas-safadas pra todo mundo ver, nem tampouco são alvo de escândalos envolvendo vestidos pinks e universidades particulares. Não são potrancas, nem popozudas: são donzelas!

Nessa nossa terra, a indústria da dramaturgia é quase como a dos contos de fadas: as novelas são puras, alegres e saltitantes. Atores e atrizes não se ‘engolem’ no ar, eles só seguram nas mãos uns dos outros, e dão beijinhos estalados, aqueles que Xuxa nos mandava na infância. É, é essa Disneilândia toda. Reality shows, então... esses são ícones do bom-mocismo: tricô, críquete, bingo, bolinhos de chuva, Tang de Cajá-Manga, brincar de barra-manteiga.

Aos domingos, a TV aberta nunca veicula ensaios fotográficos femininos, faz melhor: faz provas da banheira! Sabão, homens, mulheres e sabonetes – aqui, o exercício é de cooperação e higiene, uma vez que banhos são excelentes hábitos para a saúde do corpo e da mente. Se você é dessas pervertidas que se insinuam, seduzem e que sensualizam por aí... pegue o primeiro avião pra outra vizinhança, porque você não orna e nem tem vez nessas bandas, em definitivo!

Uma prova concreta e real disso, eu vi na televisão no mês passado: o Conar, em nome da [boa?] regulamentação publicitária, vetou um comercial de cerveja com aquela acéfal..oops, socialite, a Paris Hilton. Luzes, câmera e ação, vou descrever a cena: uma jovem magérrima, linda e com cara de nojinho pro terceiro mundo faz poses sensuais e lança olhares lânguidos enquanto mostra as pernocas na sacada de um apartamento – situo que estamos na orla marítima carioca, senhores. Na mão, ela porta uma cerveja, e no corpitcho está um vestido tubinho bem justo.
Além de uma loira, um pouco de cevada e dois membros inferiores à mostra, há uma trilha de fundo, canção essa de Elmer Bernstein, super envolvente e imortalizada no filme “O Homem do Braço de Ouro” – para muita gente, é um hino para cenas de strip-tease. Nesse clima, Paris é clicada por um voyeur, que mais presta atenção na cerveja do que nela própria – vergonha pra nação, hein? Sem-vergonhice, meu povo – nesse instante, estou teclando de olhos fechados, até...

Para salvar o dia aqui na nossa Terra do Nunca, a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, ligada à Presidência da República, considerou essa campanha desrespeitosa, indecorosa, sexista, ordinária, terrível e vil... e fez muitíssimo bem, não? Não!

As queixas feitas geraram processos que visavam defender a nós, pobres mulheres indefesas que atravessamos bosques obscuros por aí, todos os dias. Eu deveria dizer a eles... devassos! Esses produtores-monstros usam as modelos como objetos sexuais, apelam até o infinito, ferem olhos e ouvidos de uma população de bem. Da ofensa ao veto. Do constrangimento à denúncia.

Ah, vá.
Pataquada descomunal.

Para essa corja de desocupados, ousaria pedir um singelo favor: alguém pode ir ali, pra ver se eu estou na esquina? Ah, antes de ir, queria que esse alguém viesse aqui brindar comigo: dar um viva à nova era, de plena liberdade de expressão. Viva a modernidade, a sinceridade, a coerência dos valores. Ah, em tempo: viva o mundo da Poliana!

Relembre o 'indecente' comercial da Devassa clicando aqui.


33 comentários:

  1. uhauhauhauuah...
    Putz gostei do seu post enh ..
    O final intao enh :P

    parabéns pelo blog õ/

    ResponderExcluir
  2. Eu adoraria vir aqui só tomar uma cervejinha, mas acho que o conar, dessa vez, exagerou muito na dose. E não me resta dizer mais nada além de concordar com você quando diz que o país é extremamente hipócrita, machista e retrógrado em diversos assuntos que poderiam ser tratados de forma totalmente natural, como o sexo, etc.

    ResponderExcluir
  3. hmm.. realmente, o país tem uma visão machista..
    e vem degradando a imagem da mulher.. [são postas como cachorras, popozudas, e coisas tão ou mais vulgares quanto].
    =/

    ResponderExcluir
  4. muito bom o texto
    devaaaaassa hahaha
    sucesso =D

    ResponderExcluir
  5. K. Muuuiiito bom o seu post ;D
    Parabéns;.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom

    post super coerente...

    Mas acho que não só no brasil, mas o mundo inteiro não colabora pras mulheres serem o que todo mundo pede

    parabens! =)

    ResponderExcluir
  7. Isso e uma coisa que acontece em todo o mundo sem exceções infelizmente.
    Gostei bastante desse blog, então muito sucesso com ele *-*

    ResponderExcluir
  8. Por mais donzelas que sejamos, o mundo vai achar que somos devassas.Até todos mudarem de opinião, a minha mãe ainda vai brigar comigo porque eu quero ir para a formatura do meu namorado com o meu vestido vitoriano favorito e o meu All Star(do modelo que é de salto,mas mesmo assim ela ODEIA!=D)

    Sucesso no blog
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo artigo, muito bem escrito.

    Depois que eu me formei em Marketing, passei a olhar toda e qualquer tipo de peça publicitária com mais atenção, um olhar mais critico eu diria.

    E filmes publicitários de cerveja, na maioria das vezes peca pelo fato de sempre exibir a mulher como se fosse um pedaço de alcatra.

    A Kaiser é péssima nesse quesito, só foi superado por essa da cerveja Devassa. É uma apelação em termos sexuais, que se esquecem de valorizar a qualidade da cerveja. E isso acaba se tornando um Marketing negativo.

    Odeio propagandas e programas de televisão que televisão, onde sempre aparece mulheres semi nua. Isso é uma clara evidência de que o programa não presta, e tem que colocar um mulher gostosa para prender a atenção do telespectador do sexo masculino.

    A mulher conquistou a sua liberdade, sua independência, mas mesmo assim ainda é vista por muito como um objeto sexual.

    No dia das mulheres eu escrevi um artigo falando sobre isso, acredito que você irá gostar:
    Blog de assuntos variados:

    http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/2010/03/mulher.html

    ResponderExcluir
  10. Belo Texto!
    Aproventando para desejar um inicio de semana sensacional.
    Beijão

    ResponderExcluir
  11. Vivemos numa sociedade de hipócritas em que reina a vaidade, o status e o desrespeito não só com as mulheres mais com toda a população...enfim.!

    ''Viva a modernidade, a sinceridade, a coerência dos valores.''[2]

    UM BRINDE!

    ResponderExcluir
  12. Pois é, uma tremenda ironia e uma gigantesca hipocrisia. No país do carnaval, do funk, um comercial de cerveja (até de bom gosto) é "censurado" ... é tão sem sentido q até parece jogada de marketing, isso nunca me convenceu.

    ResponderExcluir
  13. São por esses e outros motivos que eu não assisto mais televisão. Isso já virou uma vergonha e o pior: AS PESSOAS AMAM o que passa naquele retângulo. Domingo terça e quinta são dias sagrados pros bbbocós fanáticos, fora os outros programas que não sei nem quais são mais, cadê a cultura nisso meu povo? pra que ler um livro se tem gente semi(totalmente)-nua na tv?
    quanto a Paris Hilton não tenho mais nada a declarar além do que você já comentou.
    antes que eu esqueça AMEI o título do blog :)

    vou te seguir aqui!
    http://futurismologa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. O mundo é machista!
    Adorei seu ppost

    ResponderExcluir
  15. Já trabalhei na AmBev e achei o comercial da DEVASSA (Grupo SCHIN) simples, direto e sem um pingo de necessidade de tirá-lo do ar.
    Realmente estamos vivendo uma censura.
    Abçs
    CIA DOS BOTECOS - www.ciadosbotecos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. devassa
    kkkk
    muito bom
    seguindo
    xD

    http://vagalnerdkawai.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pelo artigo...concordo com você que estão degradando a imagem da mulher. A meulher que lutou anos e anos para conseguir seus direitos assegurados e que por muitas vezes não são desrespeitadas por um mundo de pessoas ipócritas e sem noção!

    ResponderExcluir
  18. Muito bom seus textos, como também o blog em um todo!

    ResponderExcluir
  19. ótimo! Muito bom, mesmO! Gostei do teu blog, e adorei a tua forma de escrever.

    Se poder e quiser, passa no meu e comenta:
    http://ultimamentira.blogspot.com/
    Ficarei grata!^

    ResponderExcluir
  20. otimo texto! bem verdade isso mesmo! muita hipocrisia no nosso cotidiano!

    ResponderExcluir
  21. Concordo plenamente com o seu texto!
    Vou fazer uma comparação injusta...Digamos que na europa ninguém se preocupa como o outro está vestido, qual a cor de seu cabelo...
    Tais fatos, não servem para julgar a pessoa.
    Já aqui no Brasil... a história é bem diferente!
    O que vemos é um falso moralismo.Principalmente nas novelas, que (infelizmente) é uma formadora de opiniões não só de crianças, jovens, como de adultos também!aí aí... um dia isso vai muda!

    ResponderExcluir
  22. Ah que bom saber que algumas mulheres não querem ser vistas como objeto. Acho esse tipo de idéia, como a do comercial, uma coisa tão tosca.

    ResponderExcluir
  23. Oláa
    parabéns pelo blog
    gostei mt dos seus trabalhos
    :D
    quando puder passa no nosso
    http://www.futebobeiras.wordpress.com
    bjs da paulinha

    ResponderExcluir
  24. Meu, eu adorava essa propaganda!!!!
    Eu me orgulho, sinceramente, do poder de sedução que só as mulheres tem. O que tem de desrespeitoso nisso.
    Ao contrário de ficar pensando em propagandas e no quanto ela ofende aos moralistas, eles deveriam pensar mais no direito da mulher sobre o próprio corpo, coisa que até hoje no nosso país não foi conquistado. Sabe, dá raiva isso.

    ResponderExcluir
  25. Que saudades da Poliana...
    Vc disse tudo,adorei seu post!!!
    Edilene

    @edileneruth

    ResponderExcluir
  26. Confesso que fiquei meio confusa com o post , o post é a favor ou contra da propaganda? o.O
    Em fim , na minha opiniao a propaganda nao é tao forte como o lixo musical que é o pagode ocm letras do tipo 'Rala a tcheca no chao' pra mim tirar o anuncio da televisao foi pura falta do que fazer dessep ovo . =)

    ResponderExcluir
  27. Aí menina...Para mim nada de mais naquela tipa. Nem a cerveja eu tomei ainda, mas realmente, quando eu soube da proibição, juro que no momento me deu uma esperança: Se proibiram isso, estou livre das novelas! Mas não, segue o putedo. Abs.

    ResponderExcluir
  28. Propaganda até que foi beeeeeeem puritana...em relação aos absurdos que vemos na tv...e a devassa estrangeira (acho que o problema foi esse).

    ResponderExcluir