sexta-feira, janeiro 14, 2011

Encalhada

Por Stella Benevides

Amiguinhas do Mulherices!

Ano novo, vida nova! Que maravilha! Pena que São Paulo é a mesma. Como é o mesmo o seu inimigo mortal, São Pedro. E como é o mesmo o prefeitinho paspalhão, mais uma vez, igualzinho ao ano passado, tentando explicar os motivos pelos quais a cidade continua alagando.

Vejam vocês que fui até o supermercado, que fica logo ali, a poucos quarteirões de casa. Enquanto estava lá, caiu um toró dos infernos e o que era pra ser uma saidinha rápida, pra umas comprinhas básicas, acabou se tornando uma aventura aquática.

Eu até vi que a rua estava enchendo de água, mas, como estava de guarda-chuva – e também, como sou um pouco teimosa – resolvi tentar ir pra casa. Mas a água que estava nos meus tornozelos, em segundos chegou aos meus joelhos. E, antes que lhe molhasse a bunda, esta pacata senhora paulistana não teve outra escapatória a não ser escalar um carro estacionado e se sentar na capota. Agora estou aqui, debaixo do guarda-chuva, fumando, alegremente vendo passar boiando os sacos de lixo e escrevendo pra vocês num providencial bloquinho de papel que eu sempre levo na bolsa.

E ouvindo as gracinhas de uns idiotas no botequim do outro lado da rua:

- Aê, tia! Encalhou, né?

Claro que eles riem mais ainda quando eu lhes mostro o dedo médio em riste. Mas até que eu gostei das babaquices deles: me deram argumento pra falar de um dos assuntos com que as mulherzinhas mais me apoquentam desde que começaram a achar que eu entendo de tudo, só porque um dia aceitei escrever no tal do “blog”:

- Ai, Stellinha! Tô encalhada! O que eu faço?

Ô, que tédio.

Minha filha: antes de mais nada, você precisa ter certeza de que está mesmo em situação de encalhamento ou se é só fogo no rabo mesmo. Explico: quer mesmo um bofe pra chamar de seu só quer ter alguém ao lado pra parecer mais “respeitável” pra família e, principalmente, para as amigas? É, porque mulher tem disso: compram sapato, bolsa e roupa pra mostrar pras amigas. E homens às vezes também entram na sua seleção de aquisições.

Enquanto eu fico aqui, esperando que a água baixe ou que lindos e fortes bombeiros venham me resgatar de barco, eu posso rapidamente dizer a você que, uma vez que seu desejo de ter alguém de verdade em sua vida seja real e sincero, mas isso nunca acontece, é preciso investigar o que pode haver de errado com você.

Partindo do pressuposto de que você não é um tribufu bixiguento e com bigode, talvez você seja chata. É, com certeza, você é chata. Muitas mulheres hoje em dia são chatas, rudes, autoritárias. Levam pra vida social os mesmos cacoetes de suas vidas profissionais. No trabalho é bastante provável que você tenha que mandar em muita gente, inclusive em muitos homens, mas na vida amorosa o papo é outro. Homem detesta mulher seca. Se é pra ter estupidez como padrão, eles vão preferir sair com os amigos. Você tem que lembrar de que é uma meiga, desprotegida e doce mulher.

- Ô, tia! Quer que jogue uma bóia?

- Não, infeliz! Joga a tua mãe!

Muita mulher também encalha porque quer encontrar o tipo perfeito, um todo no jeito pra apresentar pra família e pra agradar a mãe. Mas não é sua mãe que está precisando de homem, ô ridícula. Sua mãe, bem ou mal, tem ou pelo menos já teve um, senão você não estaria aqui me perturbando as idéias com esses seus draminhas.

Tem umas ainda – conheço várias – que passam um tempão cismando com um sujeitinho específico, que nunca dá bola pra elas, mas elas insistem e esperam. Se é seu caso, entenda que esse sujeito provavelmente não quer nada com você ou vai ver é uma bichinha enrustida. Se é muito perfeitinho, a chance de ser viado é enorme. E você está careca de saber disso, não está?

Então: trate de dar chances aos outros. Pode ser aquele seu vizinho meio esquisito ou aquele sujeito que te olha com cara de tarado, todo dia, no metrô. Vai saber se um deles não é seu príncipe.

E pare de ser implicante. Se o mancebo se veste mal, usa um cabelo medonho ou tem um gosto horrível pra música, desperte a arquiteta que há em você: pegue e reforme! Se você for escolher um apartamento, não vai achar nenhum que já venha pintado, mobiliado e decorado do jeito que você gosta, né? Então, com homem às vezes também é assim. Eles não vêm prontos. E vamos combinar que você também não está com essa bola toda, né?

- Êh, tia! Qué que nóis leva uma cervejinha aí pra senhora?

- Quero! E usa essa cabeça de aeroporto como bandeja, ô pereba!

Sei que as mulheres andam “se achando” demais. Um dia desses, fui dar trela pra uma vizinha que eu mal conheço. E ela me fez conhecer todos os defeitos do marido dela. Ignorante, grosso, rabugento, indolente, dorminhoco, mentiroso, vagabundo e mais uns trinta adjetivos bacanas. Então, eu olhei bem pra ela e falei:

- É, ele é um traste. Vai ver foi por isso que ele não arrumou coisa melhor. Né?

Bom, ela nunca mais falou comigo. Mas acho que entendeu o recado.

- Ih, tia! Olha lá o helicóptero do Datena filmando a senhora!

Ah, não! Isso não! Assim já é demais! Dar audiência pra aquele gordo palhaço, não! Eu vou desencalhar daqui é já! Vou nadando.

Se este texto for publicado no Mulherices é porque eu não morri.

*  Stella Benevides, diretamente de uma enchente paulistana, especial para o Mulherices.

41 comentários:

  1. Stellinha sabe do que fala, né?

    Brigada por sua super [paciente] sabedoria... ahuahauhauhauha

    ;*

    ResponderExcluir
  2. GOTAS de humor e uma ENXURRADA de realidade.
    Excelente!

    ResponderExcluir
  3. Um dos - entre tantos - melhores textos da velha Benevides!

    ResponderExcluir
  4. Foi o que mais gostei até agora, hahahaha!

    Estou seguindo ;*

    http://semvergonhanacara.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Stellinha e sua excelente visão da realidade, direto ao ponto!

    Eu amo o Blog de vocês, cada uma com seu estilo faz um trabalho delícioso de ler, por isso lá no meu Blog tem um selo de Beautiful Blogger pra vocês, com todo merecimento!

    Passa lá: http://pontapedepartida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Tia Stella e sua ireverência, mesclada de simpatia e um pouco de sarcasmo.


    Essa parte foi a melhor:

    - Ô, tia! Quer que jogue uma bóia?


    - Não, infeliz! Joga a tua mãe!

    Abração á todas.

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Adorei dar chance para o tarado do metrô. E concordo com você quando fala que muitas mulheres ficam insistindo no cara que não dá bola para elas. Gostei muito do texto. Vou espalhar....

    ResponderExcluir
  8. Como diz a música, que chova, mais pingos de amor.

    ResponderExcluir
  9. HIlário!!! muito bom! sempre com um humor refinádissimo dando seus conselhos!

    ResponderExcluir
  10. Analogia super interessante e inteligente.
    Chove chuva, chove sem parar!
    Bom domingo.

    ResponderExcluir
  11. Essa analogia é bem legal!
    Dê valor a quem te merece e antes só do que mal acompanhada(o)...

    ResponderExcluir
  12. Hehehe... sei bem como é isso, porque hoje sou uma ex-encalhada rs... e só encontrei uma pessoa legal quando não estava mais procurando!

    ResponderExcluir
  13. É... é mesmo assim, um ciclo... continuamos deixando esse povo no poder, e eles nos deixando encalhados na lama...rs

    Se puderem:
    http://apenas-daniel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. bom texto.
    eu espero que muitos navios parem de escolher ficar encalhados

    ResponderExcluir
  16. adorei o texto


    - Ih, tia! Olha lá o helicóptero do Datena filmando a senhora!

    Ah, não! Isso não! Assim já é demais! Dar audiência pra aquele gordo palhaço, não! Eu vou desencalhar daqui é já! Vou nadando.


    rsrsrs

    ResponderExcluir
  17. Acho que você é psicóloga enrustida, conselheira que não descobriu ainda a sua profissão. Nossa, conselhos, dicas e broncas muito verdadeiras.
    É isso, se vc é leitora dela, está encalhada, leu esse texto, releia!RELEIA agora. E se manca, fica logo com o tarado do metrô. :)

    ResponderExcluir
  18. adoro texto com humor e inrreverencia, o blog é muito bom, mesmo eu não sendo o seu público. Parabéns!

    aguardo sua visita:

    http://verdadequemeconvem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. aiaiaia.. acho que sou do tipo que quer agradar mãe e avó...POR QUE MEU DEEEUS????

    PS: Adorei as "tiradinhas" durante a postagem... XD

    Beijos Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Nada mais conveniente que uma mulherice encalhada na enchente de São Paulo com seu cigarro e seu bloco de notas discernindo sobre o encalhamento alheio enquanto transcreve falas de gente que se acha piadista. Sério, nada melhor pra uma madrugada do que isso, pelo menos enquanto eu estiver encalhado.

    Abraço!

    http://anpulheta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Encalhada eu to é pouco!
    To no estilo degradação tipo Titanic mesmo.
    O único cara que eu realmente curti ficar, não me ligou no dia seguinte e isso faz com que eu me sinta a última bolacha do pacote ou realmente convencida que no mundo colorido faço mais sucesso...Vou voltar pro meu brejo

    www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. kkkkkkkk
    eu adorei de veradde texto...
    "você precisa ter certeza de que está mesmo em situação de encalhamento ou se é só fogo no rabo mesmo."
    Muitas mulheres hoje em dia não podem ficar duas semanas solteiras que já estão enviando email pro Rodrigo Faro pra participar do "Vai dar namoro"
    Paciência mulherada....
    Adoro a forma como vocês escrevem aqui no blog, ironia, humor sarcástico me faz muito bem!
    seguindo!

    ResponderExcluir
  23. Nada como um bom sarcasmo para distrair dessa chuva que nao passa!
    Como sempre: MARAVILHOSA!
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. PUTZ. SAMPA É OSSO. AINDA BEM QUE AQUI AINDA NÃO OPASSAMOS POR ISSO. TEM UM SELO NO MEU BLOG PRA VCS. VÃO LÁ PEGAR.

    ResponderExcluir
  25. hahahahahaha muito bom texto, um humor ácido muito legal! Parabens Stelinha ou quem quer que seja que use esse codnome, hahahahha.

    ResponderExcluir
  26. kkkkk que ideia otima de comentar dois assuntos diferentes.foi muito inteligente.mas eu conheço uma historia de uma mulher encalhada (nos 2 sentidos) que foi resgatada por um bombeio e deixou de ser encalhada(nos 2 sentidos)

    ResponderExcluir
  27. hehe muito bom! parabens pelos posts bem criativos! acesse o meu aê:

    Site da NET | Portal de Novidades

    ResponderExcluir
  28. OLÁ, PARABÉNS PELO BLOG! MUITO BEM ELABORADO!
    http://intelectu.wordpress.com

    ResponderExcluir
  29. A propósito, o que é melhor? Ter enchente ou não ter enchente?

    Abraço! ;)

    http://anpulheta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. otimo post nossa o/
    blog sucesso heim
    quiser parceria com banner entre em contato

    http://www.tabernadoviking2.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. O texto é ótimo como sempre até porque não sei o que é melhor, você conversa com os ``voluntários`` ou a sua sinceridade sem igual. E eu penso que a gente muitas vezes nem sempre precise encontrar essa pessoa, sabe, ela pode muito bem aparecer quando menos esperamos e nos amar e querer apenas por sermos quem somos. Então, o melhor é viver e parar de ficar reclamando ou se auto-intitulado de encalhada (o)

    ResponderExcluir
  32. stellinha...

    haha, adorei o texto, muito bom

    ResponderExcluir
  33. Com tantos comentários aí, nem preciso dizer o quanto ficou bom esse texto. É só somar todas as opiniões aí em cima e vai saber o que eu acho.

    *acho que vi você na tv, Stellinha...*

    ResponderExcluir