domingo, outubro 25, 2009

O Amor segundo Stella

Por Stella Benevides
Mesmo sem eu resolver se vou ou não fazer a tal da coluna “Stella Responde”, já estão chegando “cartinhas” pra mim, com perguntas. Pode isso? A Karina veio aqui em casa com o computadorzinho portátil e me mostrou. E fica me infernizando:

- Responde, Stellinha! Responde!

Saco.

Eu não consigo resolver nem as questões aqui do condomínio felino, do qual eu sou a síndica. Agora, Paulo Salim deu pra derrubar das vasilhas a comida dos outros. Depois ele deita em cima e fica me olhando, na maior cara de pau, como quem diz:

- A comida sumiu, foi? Eu não sei de nada. Não sei o que é isso debaixo de mim. Não é meu. Não fui eu. Inclusive, esse gato deitado em cima da comida também não sou eu!

As perguntas que chegam são quase todas de mocinhas em busca de um tal de “amor”. De um jeito ou de outro, sempre acaba nisso. Ai, que tédio.

- Responde, Stellinha! Responde!

Isso não vai dar certo. Isso não pode dar certo. Eu vou explicar porque.

É que eu jamais vou dar o tipo de resposta ou de (credo!) “conselho” que suas mães dariam, entenderam? Aliás, se você quer mesmo saber o que é o tal do “amor”, a primeira coisa que deve fazer é parar de ouvir o que sua mãe fala. Esqueça a idéia de que “mãe sabe tudo”. Mãe não sabe nada! Mãe sabe te ajudar se você está gripada, com cólica ou não sabe que roupa usar na festa. Pra encontrar homem pra você sua mãe nunca vai ajudar. Não é porque ela seja burra ou velha. Não. É porque o fator mãe sempre vai se sobrepor ao fator mulher. Então, pra ela, homem bom pra você sempre vai ser um que, na visão dela, possa te proporcionar uma existência tranqüila, sem sobressaltos. Um que te “respeite”. Um que não vá te fazer sofrer. Um sem vícios. Que tenha bom emprego, boa família e blablabá.

Visualizou, né? Um sujeito branquinho, arrumadinho, penteadinho e limpinho. Daquele tipo que você manda passear dez vezes e dez vezes ele aparece no dia seguinte, na sua porta, com flores. Um tédio. Sua mãe quer alguém pra cuidar de você, que bonitinha! Não quer nem saber se o engomadinho sabe te comer. Sua mãe quer te ver protegida.

Mas não é disso que estamos falando, né?
Bom, pelo menos não é disso que EU estou falando.

Não estou falando de marido. Eventualmente pode até ser, mas não é esse o assunto. Eu estou falando de uma coisa que quase sempre dura pouco. Será que você está captando?

[Bom, se você não está interessada, aproveite agora e mude de blog. As meninas me falaram que existem muitos blogs escritos para o tal do “universo feminino”. Vai, sai. Vai procurar um que seja bem cor-de-rosa e não me amole mais!]

Se você ainda estiver aí, vou te dizer que o sujeito que vai te fazer ter tremeliques provavelmente não terá nada a ver com o modelo desejado pela sua mãe. Provavelmente será alguém que você nem sequer apresentará à sua mãe. Porque ele pode ser estranho, torto, meio maníaco. Talvez até seja pobre. Certamente nem é bonito. Talvez se vista de forma esquisita, talvez não te trate muito bem, talvez seja muito mais velho que você. Talvez tenha uma ex-esposa esquizofrênica ou uns filhos insuportáveis.

Não importa.

Esqueça esse papo furado sobre vícios. Sua cama não é igreja. Nem consultório médico, né? Se o sujeito é todo certinho, só come comida natural, não bebe, não fuma, não joga, é batata: também não trepa!

Esqueça também a história sobre “respeito”. Homem não respeita. Ele respeita a mãe, a avó, talvez a prima, se ela for gorda. Não a mulher que ele quer. Se você saiu com o sujeito, foi parar na casa dele e nada aconteceu, esqueça: não é esse o cara. Esse é meio bicha. Ou muito bunda mole. Ou, se não for nem bicha, nem bunda mole, é pior: ele não te quis mesmo e não vai te ligar nunca mais.

Filhinha, entenda afinal sobre o que é que eu estou falando: amor é o efeito colateral do sexo. Mas não de qualquer sexo. Eu falo daquele sexo. Você só ama mesmo alguém com quem tenha essa “coisa”. E, a menos que você seja uma adolescente idiota que lê Capricho e assiste Malhação ou tenha a idade mental de uma e precise flexionar o verbo “ficar”, sua ridícula, para se esgueirar das palavras certas, sabe do que é que eu estou falando.

Bom, talvez não saiba.
Talvez não saiba ainda.
É: talvez nunca chegue a saber. É um risco.
Eu não posso fazer nada por você.

Eu só sei que esse cara, esse de quem estou falando, esse que é todo diferente do genro que sua mãe sonhou, é quem pode te apresentar “isso”. Desde que você deixe de sonhar com um mundo cor-de-rosa, esqueça o conceito picareta de “ah, ta na hora de fisgar alguém!”, pare de achar que o tal do “amor” é uma linha de chegada. Definitivamente entenda que o amor não te leva ao Paraíso. Se você quer chegar ao Paraíso, vá de metrô, que é barato, rápido e não tem trânsito. Ou, se você é uma muçulmana fundamentalista radical, desse povo maluco que quer explodir tudo, enfie uma dinamite na piriquita e acenda o pavio. Pronto, você vai chegar ao Paraíso. Alá vai estar te esperando na porta. Alá, não seu homem.

Esse cara muito provavelmente é alguém que você jamais verá após um almoço de domingo, conversando sobre futebol com seu pai – mas é um filho-da-puta descarado, que só de pegar no teu braço e te falar duas ou três indecências no ouvido, vai te deixar melada. Ta bom pra você?

Por esse cara – e por essa “coisa” que você tem com ele – você vai perder a hora dos compromissos, vai perder objetos, vai perder peso, vai ficar meio idiota. Mas vai adorar enquanto durar.

Uma pena que nem fabricam mais desses. Sei lá, eu acho que não fabricam. Saíram de linha. Os poucos que ainda circulam por aí são exemplares já bem rodados, quase se aposentando. Uma pena. E não há peças de reposição. Pra achar um em bom estado de conservação você tem que ter muita sorte.

Tente, quem sabe?

Mas, se você sonhou a vida inteira com um príncipe bonzinho e meloso, sempre pronto pra te homenagear e beijar seus pés em público, saiba que esse cara não vai fazer isso. Mas é bem possível que te diga coisas capazes de te fazer sentir a mais importante, a mais especial, a mais gostosa e a mais desejada das mulheres sem passar nem perto dos clichês idiotas das historinhas românticas. Ele vai te fazer uma declaração de amor de arrasar quarteirão, sem nem sequer mencionar a expressão cretina “eu te amo”.

Como faz esse dinossauro remanescente da raça, o Domingos de Oliveira, nesse textinho lindo aí:

Vamos ter um filho?
Vamos escolher o nome dele?
Deixa eu te alegrar quando você estiver triste?
Te ninar quando você estiver cansada?
Vamos foder o dia inteiro?

Deixa eu te fazer uma massagem com creme?
Vamos aprender a tocar piano juntos?
Vamos foder o dia inteiro?

Deixa eu ajoelhar, Glorinha, e beijar tua mão?
Vamos ser tão felizes que fiquemos calmos?
Tão calmos que fiquemos fortes?
Tão fortes que possamos ajudar todos os amigos que precisarem?
Vamos foder o dia inteiro?

Vamos aceitar tudo o que o outro é?
Defender tudo o que o outro é?
Amar tudo o que o outro é?
Vamos foder o dia inteiro?


Se isso não é a maior declaração do mundo, eu não sei o que é. O que pode ser mais enternecedor do que alguém te propor a aceitar, defender e amar tudo o que o outro é e depois te pedir pra foder o dia inteiro?

Eu vou parar de falar. Tomei três doses de Ballantine´s enquanto datilografava. A partir da quarta eu corro o risco de ficar ligeiramente emotiva. E isso não faz parte do meu contrato com o Mulherices.



DA REDAÇÃO
A pedido de Stella Benevides, procuramos e encontramos duas versões da “maior declaração de amor do mundo” em vídeo.

A primeira é com o próprio autor, Domingos de Oliveira, em cena do filme “Separações”

A segunda, em versão musicada, é com Alexandre Nero, no Programa do Jô.


E se você quer saber mais sobre o escritor, ator, dramaturgo e cineasta Domingos de Oliveira, é só clicar AQUI.



58 comentários:

  1. Nussa!!
    Sou fã da Stella!
    Acho que li a primeira postagem dela, há um tempo atrás.
    Se poderem dizer isso pra ela, agradeço!! rsrsrs
    Uma mulher que escreve à máquina espera muito mais da vida que uma homem "pós-moderno" pode dar.
    Mas, quanto a isso, acho que estou fazendo a minha parte. Embora seja muito difícil não ser nem muito nem pouco; ter uma alcançar uma sintonia-fina assim. É difícil agir premeditadamente, friamente.
    Naturalmente, cometo mais o erro tipo I ("tipo que você manda passear dez vezes e dez vezes ele aparece no dia seguinte, na sua porta, com flores. Um tédio."

    Bju meninas!!
    Estou seguindo, pra não perder mais de vista!!
    http://hiper-link.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito legal os textos de vocês...
    Eu gostei do blog...

    abraços...
    Dan.

    ResponderExcluir
  3. huhsuahsuashauhsuahs

    Ganhou uma seguidora. Amei o blog!!!

    bjoo

    ResponderExcluir
  4. UAHuhA Tenho certeza que encontrei o meu homem uHAuhAH Amei o post! E isso é verdade mesmo, as meninas por aí tem que parar com essa frescura de príncipe encantado ... Isso não existe não! Amei a declaração de amor ^^

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. STela,vc é genial rsrs Tem q ser mto mulher pra saber de todas essas coisas, e são totalmente verdadeiras. Principes encantados n estão com nada. Amei.

    ResponderExcluir
  6. Concordo e discordo do seu ponto de vista !
    Sei entender que o mundo não é cor de rosa , e príncipe encantado está longe de existir ... mas não existe NADA melhor que ver as marcas do tesão no corpo , relembrar cada toque do homem que faz questão de manter acesa a PAIXÃO , e saber que a fogueira vai durar ainda muito tempo mais acesa .

    Melhor que ter 'O' homem que te faz sentir as melhores sensações que possa existir , é poder chamá-lo de SEU . Porque ele QUER .

    ResponderExcluir
  7. Ola meu povo *-*
    sou nova nesse ramo e queria comentario kkkkk
    se deixar por mim,sempre passarei por aqui ;D
    ;@

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga avassaladora... Stellinha...
    Mas afinal, voce estava respondendo uma pergunta ou varias ou quis adiantar para perguntas provaveis futuras kkkkkkk
    Tirando o gostinho de amargura de quem já sofreu muito por amor e por ter ouvido conselhos sobre isso que chamamos vulgarmente de amor, gostei.
    Uma coisa que não pide deixar de observar... vc está começando a virar o estereotipo da mulher madura solteira à procura ... já tem até condominio de gatos (brincadeirinha kkkkkkk)

    ResponderExcluir
  9. é.... falou e disse!

    Vamos aceitar tudo o que o outro é?
    Defender tudo o que o outro é?
    Amar tudo o que o outro é?
    Vamos foder o dia inteiro?

    lindooooooo!

    beijooo
    Stela

    ResponderExcluir
  10. ótimo, esse blog já virou incondisional...

    Stella responde como sair do armário!!!!

    bjs.

    ResponderExcluir
  11. Tem selo para você lá no blog!

    Bjus ^^

    http://kultura-inutil.blogspot.com/2009/10/mais-selos.html

    ResponderExcluir
  12. wow! fala sério!! Isso que é ser autêntica, bem longe da hello kity que muitas meninas mulheres fazem ser, ou tentam parecer ser... essa coisa de imagem é demais. bjos

    ResponderExcluir
  13. Ahhhhhh adoreii !!!
    Otimo blog
    bjao

    ResponderExcluir
  14. Menina seu blog ta maraaaa
    O texto ta otimo adoreiiiii

    ResponderExcluir
  15. Adoro o blog e a Stelinha.
    Ela mostra que não precisamos de homem pra ser feliz e principalmente que mulher pode ficar solteira sim.

    ResponderExcluir
  16. Eu simplesmente ADORO essa mulher!

    ResponderExcluir
  17. Heheheh ou tu ñ entende de amor, ou descobriu um novo conceito para ele. Mas as palavras usadas são legais, definem bem o tempo presente,os relacionamentos presentes. Só quero minha ausencia no meio disso tudo. Acredito que existe um meio melhor de "foder o dia inteiro" sem um dia se tornar passageiro.

    Concordo com vc. principes [e princesas] encantados só existem em fantasia, é bom se manter bem acordado mesmo.

    See You ^^

    ResponderExcluir
  18. eu to procurando a mulher ideal eee...gostei da postagem.....

    ResponderExcluir
  19. to pasmo, nunca imaginei que algum dia iria ler um texto desses em toda a minha existencia.. hehehe..

    adorei a declaração de amor seguida insistentemente de "vamos foder o dia todo" kkk..

    posso sinceramente dizer que mudei meus conceitos sobre como conquistar uma mulher.. hehe

    já faz algum tempo que tenho uma princesinha como objetivo, hehe..

    amanhã mesmo vou chegar pra ela, segurar no braço, e dizer:

    Maria gostosa vamos foder o dia inteiro.

    mas ja vou preparado pra lervar um tapão na cara.. kkk..

    adorei td no blog!

    ResponderExcluir
  20. Olha,és umas das melhores cronistas do cotidiano feminino que conheço.Parabéns!Textos inteligentes e interessantes.http://oficinamissoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Parabéns pela postagem. Bom texto mesmo.

    Continue assim.

    ResponderExcluir
  22. oauhaouhaouahuoha
    A melhor coisa que podemos fazer por nós, homens, é tentar entender algo do universo feminino... Já vi que vou ser visita frequente por aqui.. rs
    Bjos

    www.eitabagaceira.com

    ResponderExcluir
  23. Oi,
    só pra constar: me deram um desses selos e lembrei o blog d vocês em:
    http://hiper-link.blogspot.com/2009/10/selo.html

    Bom, não sou muito de selos, mas por educação resolvi passar adiante. rsrsr

    Era só para constar mesmo...rsrs

    Bjões!!

    ResponderExcluir
  24. Pois é, o amor é um lance deveras complicado, apenas para quem não achou o seu haha!!! e vamos levando...

    mas o que eu gostei mesmo foi disto aqui: "Inclusive, esse gato deitado em cima da comida também não sou eu!" eu tenho 4 gatos aqui em sampa e 2 em recife, e desses uma em especial a Felícia (que tem olhos coloridos) costuma me dizer este tipo de coisa e eu apenas olho para ela e fazer o que né??? - então tá!!

    rsrsr

    ResponderExcluir
  25. Amor, ah o amor

    mas que história é essa de que 'Homem não respeita' moçoilas?

    pelo menos eu sou aqueles que toda mulher quer (modéstia parte)

    toco violao, faço poesia (ver blog), sou romantico (e como...), sentimental (e como...), sou do tipo que manda flores, e o mais importante, sou fiel e sincero /juro.

    beijonasbrothers;*

    ResponderExcluir
  26. eu adorooo esse blog!

    escreve tudo que eu quero ler!

    A Stella é otima escrevendo , não tem papas na lingua! É super sincera e eu gosto disso.
    Concordo plenamente com ela, não existe principe encantado e se existe é viado! rs


    visite tbm!
    http://atitudescertasdeumagarotaimperfeita.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Primeiramente, obrigada pelos comentários no me blog. Feliz de te ler e li por inteiro o texto, viu? Filhinha, rs.
    Adorei o tom debochado eum tanto superior de suas palavras. Talvez pq vc sabe o que as meninas que vivem no mundo cor-de-rosa nunca saberão ou viverão! A parte de colocar uma bomba na vagina para chegar ao Paraíso foi a melhor coisa que eu já li em um blog! Acho q TODAS devem experimentar isso, rs!
    Bem, a pessoa errada é a mais adequada, acredito!
    Espero por mais visitas.
    Abraço,

    PHEULiz

    ResponderExcluir
  28. achei super divertido o video, e o alex nero é uma graça =) mas o amor é isso mesmo. meio abstrato, meio obsceno... mas sempre é amor :)

    ResponderExcluir
  29. lol manoooo

    Além de escrever uma coluna você é sindicata? *-*
    É legal ser sindicata?? ^o)

    hsuhausah

    Beijim

    ResponderExcluir
  30. Ctrl + D no Mulherices! Bom d++... seguindo e acompanharei...
    Espero vcs no www.miltoxi.blogspot.com
    Bjãooo!

    Parceria, entre em contato!

    ResponderExcluir
  31. Só você mesmo Stella, acho que vou criar uma comunidade no orkut de fãs da Stella. Dei muita risada na parte de colocar dinamite naquele lugar. Mas não concordo que amor que amor se resume so a sexo, acho que sexo só é mais um ingrediente, não tudo. Mas é isso, é só minha opinião, como sempre um bom texto de vocês.

    ResponderExcluir
  32. estendo o tapete vermelho pra Stella!

    ResponderExcluir
  33. ok ok esse blog tem mais uma fã auiehauioe

    ResponderExcluir
  34. Mandou bem em stela, texto muito bom, bom conteudo, passagens hilariantes, gostei

    http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/2009/10/o-delirio-e-imaginacao-de-um-cavaleiro.html

    ResponderExcluir
  35. è... muito bom o blog! Gostei especialmente da parte em que se diz q nossas mães nunca vão poder reconhecer aquilo q realmente nos tira o fôlego! Quem realmente é capaz disso!

    Bjsss!

    ResponderExcluir
  36. "STela,vc é genial rsrs Tem q ser mto mulher pra saber de todas essas coisas, e são totalmente verdadeiras." (2)

    ResponderExcluir
  37. Olá Stella,
    Valeu pela visita e comentário no meu blog. Em relação às janelas de propaganda que ficam pulando, estou pensando em tirar.
    Sobre seu post posso dizer que a cada dia que passa as mulheres procuram homens deste tipo, víril, nem sempre tão educado e que tenha uma boa pegada, enquanto isso, menos talentosos como eu, às vezes passam à míngua. O importante é tentar se adaptar, fazer as duas coisas, ser romântico moderadamente e ser um "cafajeste" em alguns momentos. Vamos ver no que vai dar...
    Abraços.
    Inté...

    ResponderExcluir
  38. Esses seus gatos "humanizados" são hilários... Do resto nem comento, concordo com tudo...rsrs. Bjokas!

    D.

    ResponderExcluir
  39. gostei do blog, bem criativo ;]
    bgs.

    http://www.gaalex.blogspot.com

    ResponderExcluir
  40. Ri muito desse post. Principalmente da parte de ser muçulmana e enfiar uma dinamite na periquita.

    ResponderExcluir
  41. mas essas mulherices hein, tão cada vez mais mulherices? ;P

    também bebo umas doses de Ballantine's enquanto "datilografo"

    sapksakpsakpas

    bjuss mulheres!!!

    ResponderExcluir
  42. Stela, estou muito feliz porque descobri através deste texto que não sou uma adolescente idiota e que sim, eu encontrei o cara que me da o efeito colateral do sexo (não empresto!), ele faz tudiiim o que cê disse!

    ResponderExcluir
  43. Mulheres.. quem as entenderá?
    Achei legal esse blog, tão de Parabéns

    ResponderExcluir
  44. Como pode escrever tão bem?
    Lembro-em que há muito tempo li dois textos, um da Karina e um da Vanessa, e ansiava para ler um da Stella - personagem tão misteriosa que, nas descrições no painel lateral, se apresenta sem nenhuma foto.
    E vejo esse texto cheio de espontaneidade e humor, que convida o leitor a ler mais e mais e a continuar lendo, mesmo que o texto - qualquer texto - acabe. Adorei essa visão do "amor" e acho que seria realmente interessante se, uma vez por mês, Stella respondesse. Só não vou fazer coro dando gritinhos "Stella, responde!" porque seria bichice demais, mas que quero ler essas postagens, ah.. isso eu quero!
    =)

    ResponderExcluir
  45. Quanta mulher bonita nesse blog...
    Esse gato (Gata?) é a cara do meu... nossa parece demais.

    bjs
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  46. A poesia do domingos é genial!
    É verdaeira e sentimental!

    Carência sexual onde o id fala mais alto.

    Em relação ao texto,

    Realmente o cara que segue o conselho da mãe já se fudeu o dia inteiro!


    A propósto,

    Vamos fuder o dia inteiro?

    ResponderExcluir
  47. parabens esta muito bom o texto


    gostei conhessa o meu bblog

    http://statusfrancys.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  48. Acabei de descobrir que existe um meio termo entre ter "8 gatos" e ler a "Capricho" e me orgulho disso =D

    ResponderExcluir
  49. Amor é algo simples...
    Sexo é outra coisa...rsrsrs....

    Princípes são chatos...

    ResponderExcluir
  50. QUERIDA STELLA,

    ADOREI A SUGESTÃO PARA MUÇULMANAS..ADORO O SEU HUMOR!!!
    BEIJOS ALCOÓLICOS
    ELOISA VITZ

    ResponderExcluir
  51. Parabéns pelo texto, já conheci muitos príncipes e alguns sapos e acho que a mistura dos dois é a ideal. Esse seu texto mostra como é o amor de verdade: imperfeito e cheio de surpresas uma boas e outras nem tanto.

    ResponderExcluir
  52. Falou uma grandeeeeeee verdade!
    Adorei a declaração!!!

    ResponderExcluir
  53. P@3%...Você fez a descrição perfeita do meu primeiro namorado...aprovado pela minha mãe (o Juninho)rsrs..."Um sujeito branquinho, arrumadinho, penteadinho e limpinho. Daquele tipo que você manda passear dez vezes e dez vezes ele aparece no dia seguinte, na sua porta, com flores. Um tédio."
    E não.Acho que homens como vc descreveu, do "vamos foder o dia inteiro", tá complicado...porque hoje eles têm preocupações diferentes, né...pode desarrumar o cabelo com gel...não sei.

    ResponderExcluir
  54. É tudo verdade Stellinha...
    E já dizia Tiêta do Agreste : "homenagem de homem é pau duro".
    Bjs....rss

    Renata A.

    ResponderExcluir