domingo, julho 04, 2010

Cachorro

Por Stella Benevides
Não faz muito tempo, falei aqui sobre os carroceiros da cidade e seus cachorros, anjos de fidelidade que não abandonam seus companheiros por nada e que, por não terem consciência do que é “pobreza”, vivem tão ou mais felizes do que um cachorro de madame. Falei também que essa gente e esses cachorros são “invisíveis” pra maioria das pessoas.

Acho que vocês se lembram.
Se não lembram, entendem o que eu estou dizendo.

Pois é.

Acontece que eles são invisíveis. Mas experimente dar publicamente alguma atenção a eles pra ver se um monte de gente não vai te notar.

Eu dou atenção. Passo quase toda tarde ali, embaixo do viaduto onde eles se reúnem. Conheço todos pelo nome, tanto carroceiros quanto cachorros. Os cães, pego no colo, arranco carrapatos com a unha, dou comida na boca.

Pior são os que vivem sozinhos pela rua, nas praças e nos parques, que nem um carroceiro como protetor têm. São todos vítimas de abandono ou, na melhor das hipóteses, de negligência. Sim, porque cachorro não brota da terra, feito grama, né? Se ele está ali, a culpa é de alguém.

Também cuido de alguns assim. Às vezes levo no veterinário, já paguei tratamentos e castrações. Ninguém me pede. Ninguém me dá prêmio e nem me entrevista pra TV por isso. Faço porque eu quero e não faço questão que ninguém saiba. Aliás, até resisti um pouco a escrever sobre isso. Não quero posar de boazinha. Quem me conhece e quem me lê, sabe que “boazinha” é tudo o que, definitivamente, eu não sou.

Mas como eu disse, quando você dá atenção aos seres invisíveis, é como se um holofote mirasse bem na sua cabeça.
Tem gente que passa e olha rapidinho, meio de lado, com a cara torta e eu posso quase ouvir o pensamento dizendo: “Velha maluca, passando a mão nesse vira-lata, credo”. Tem gente que passa com um sorriso complacente, que eu nunca sei se é de aprovação ou de pena, nem se é pena do cachorro ou de mim, por também me achar meio maluca. Tem um ou outro que acha bonito e vem dizer que acha bonito. Tem até gente que eu já conheci fazendo a mesma coisa que eu: e desses eu quero ficar amiga na hora, sem saber quem é, o que faz e o que pensa sobre todas as outras coisas do mundo. Só isso já me basta pra querer amizade com alguém.

Mas tem também um ou outro filho-da-puta que fica indignado e se acha no direito de protestar. É. Tem. Gente que se acha o supra-sumo da cidadania, o topo da cadeia alimentar, que não quer nem saber de onde o problema vem, nem de pra onde o problema vai. Só querem não ver o problema. Gente que diz:

- A senhora fica dando comida pra esses cachorros, é por isso que eles não saem daqui!

Esses falam isso só uma vez. Pelo menos pra mim, só uma vez. Porque olham pra um dedo apontado pra cara deles e ouvem um sermão que inclui rápidas citações a personagens históricos bacanas, como Adolf Hitler e expressões como “higienismo”. Não tenho certeza se entendem a mensagem. Mas saem resmungando e nunca mais me enchem o saco.
Mas tem um tipo que é, de longe, o pior de todos.

- Por que em vez de perder tempo com esse vira-lata a senhora não ajuda uma criança?
O pior tipo é o que diz isso, se achando cheio de razão. Um verdadeiro clichê de hipocrisia! Porque quem diz isso, você pode ter certeza absoluta, não ajuda nem cachorro e muito menos criança!

E eu ouvi isso de duas velhas um dia desses, domingo, fim de tarde. Antes de olhar pra elas eu já as queria esganar. E quando eu notei que as duas carregavam Bíblias, precisei me segurar pra não voar nos pescoços enrugados delas. Deviam estar indo lá pro culto, pra falar de Jesus pra cá e Jesus pra lá. E desconhecem o sentido prático mínimo daquilo que dizem pregar.

Pra ficar claro: não tenho nada contra quem carrega Bíblia. Seja o velho ou o novo testamento. Carregando ou não um terço junto. Como não tenho nada contra quem carrega o Alcorão, a Torá ou o Livro dos Espíritos. Mas tenho tudo contra patifes abrigados sob a aura de “santificação” de todas as religiões, seitas e congêneres. E, em todas elas, há patifes. Ô, se há!

O negócio é o seguinte. Essa história de “ajudar o próximo”, seja lá quem for o próximo, antes de mais nada não pode ser regra, nem obrigação. Isso é uma coisa que vem de dentro, que a pessoa só tem que fazer se sentir vontade verdadeira. E que cada um faça aquilo pelo que o coração bate. E para o que tem aptidão! Tem gente que cuida de criança, tem gente que dedica tempo pra idosos nos asilos, não tem? Tem. Tem gente que socorre viciados em crack, tem gente que dá assistência a detentos, não tem? Tem. Tem gente que vai aos hospitais de crianças com câncer, brincar com elas e contar histórias, não tem? Tem. A Karina Lima faz isso. Não é o máximo? É, é!

Eu recolho gatos e cuido de cachorros de rua, não posso?

E tem uma coisa que eu acho muito curiosa hoje em dia. Fala-se muito em “ecologia”, né? O tempo todo, em toda parte, em todos os canais da tal da “mídia”. Qualquer amebinha com dois neurônios se diz ecologista! Muita gente preocupada com o mico leão dourado, com os pandas que vivem lá no cu do mundo. Muita gente querendo salvar o planeta, divulgando coisas imbecis como fazer xixi no banho pra não gastar água (!) e um monte de retardados levando a sério (!!). Gente que acredita nas abobrinhas sobre o tal do “aquecimento global”, ô inferno, que tédio!

Mas eu sei que tem muito ecologista de boutique hoje em dia que é incapaz de socorrer um cachorro ferido ou com fome. São os revolucionários de poltrona. Um bando de hipócritas.

Também não consigo entender o que vai na cabeça de uma pessoas que compra um cachorro! Eu até, com algum esforço, entendo quem vende. Bem ou mal a pessoa está trabalhando, ganhando seu sustento. E isso, justamente, só porque há quem compra! Mas um pai ou uma mãe, que compra um cachorro pro filho, pra começar – e só pra começar – não está ensinando nada que preste pra criança! Porque você pode comprar um videogame, uma bola, uma bicicleta. Mas não um amigo!

E nem me venha você com aquela ladainha de que nada adianta cuidar de meia dúzia de cachorrinhos, que isso é um problema de todas as cidades, que eu estou enxugando gelo, que quem deveria cuidar disso é o “governo” e blábláblá. Eu faço o que eu posso. Eu faço onde os meus olhos alcançam. Eu mudo alguma coisa, pelo menos, em volta de mim.

E você, que não faz nada?



90 comentários:

  1. Parabéns pelo texto muito bem elaborado com a mais pura verdade que a sociopatia social impede à visão da realidade.

    Lembrou-me a música do Fernando Anitelli, da trupe O teatro mágico, Cidadão de Papelão...

    "...À margem de toda candura, Um cara, um papo, um sopapo, um papelão, Cria a dor, cria e atura.."

    O fato é que "a sociedade", criador, cria a dor, mas não atura, lançando ao vento e à própria sorte às criaturas (e aqui claramente falando de animais de rua).

    ResponderExcluir
  2. Eu odeio quem maltrata animais.

    Aquele que faz qualquer mal, deveria receber o mesmo destino.
    Parabéns pelo texto! Curti seu blog!

    Visite o meu: www.mensageirosdosventos24x7.blogspot.com

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu tbm odeio esse pessoal que diz esse tipo de coisa sobre cachorros e crianças ..
    Os cachorros tbm tem vida, e ao contrário do que muitos deles dizem, tem sentimentos sim! existe até mesmo um filme baseado numa história real lançado a pouco tempo chamado 'sempre ao seu lado' que fala de um cachorro que mesmo após a morte de seu dono esperava por ele todos os dias.
    Francamente, se isso é não ter sentimentos, eu não sei o que seria TER .

    ResponderExcluir
  4. Cãe são fofinhos, aqueles olhinhos que nos seguem, o rabinho indicando felicidade, os saltos alegres com quem quer brincar, eles nunca nos esquecem, nos protegem, protegem nossos amigos, são engraçados, curisos, misteriosos as vezes, alguns parecem querer falar rsrsrs, é bacana alimentá-los, limpá-los, e vê-los bem cuti-cuti, por um lado é um passa tempo e uma companhia segura sobre fidelidade e por outro uma satisfação de ver que podemos ser zelosos e criativos com nosso cães como por exemplo vestí-los, pintar o pelo pra ficar chique e criar uma casinha tão bonita que dá ciumes do animalzim ...kkk... eita eu nunca cresço! X)

    Adorei sua postagem! Tenho dois cães e amo eles! ^^

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Ops... esqueci de dar o endereço do meu blog!

    neowellblog.wordpress.com

    Beijokass! =)

    ResponderExcluir
  6. Odeio maltrato e abandono de qualquer animal!
    Tenho 4 cachorros e os amo como se fossem meus irmãos!
    Se não pode cuidar ou não tem paciência, é melhor que não pegue um animal pra si.
    Adorei o blog!Abraço

    ResponderExcluir
  7. Eu meio que sou da trupe que fala que a criança deve ser ajudada primeiro. Mas concordo que quem num se encanta com esse, menos com aquele.
    Cachorros são amigos a troco de nada, às vezes de nem um prato de comida.

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  8. Realmente um amigo não se compra... é tanto cachorro abandonado por aí, ao invés das pessoas adotarem um desses, cuidar e levar pra casa, ficam pagando fortunas por um... preços que dão até vergonha falar.
    Se cada um fizer um pouco, o mundo muda sim, mas a gde maioria fica lá no sofá...
    Admiro muito sua atitude.
    Beijos, Edilene

    ResponderExcluir
  9. Eu mijo no ralo. É uma coisa q vem de dentro, q eu faço pq tenho mta vontade.

    ResponderExcluir
  10. Eu também ajudo cachorros, já até adotei um o Bagaço, mas amigo impossível. Ajudo crianças, velhinhos, até gente que não merece. Vou continuar assim, e pouco me importa a opinião dos outros, minha consciência dorme tranquila todo dia.

    ResponderExcluir
  11. Gente vcs já viram a entrevista da Adriana de Birolli no Jô? Um total absurdo...Não contra cães, mas contra coelhos e galinhas...

    Procurem no Youtube

    ResponderExcluir
  12. Stella Benevides, você é meu ídolo!! Acabou de dizer TUDO o que eu sempre quis dizer pra todo mundo!! Isso é exatamente o que eu tenho vontade de pregar aos quatro ventos por aí!!
    E quanto aos idiotas que criticam quem cuida desses animais, que morram todos atropelados por caminhões de lixo!! Toda vez que alguém me oferece carne e eu recuso dizendo que sou vegetariana, a pessoa me olha como se eu fosse uma aberração. Quando eu explico que não como carne porque não há necessidade de se matar animais inocentes pra esse consumo egoísta e desnecessário, aí a pessoa já começa a me tratar como se eu fosse retardada, e tenta de todas as formas mudar minha opinião. FODAM-SE TODOS! ¬¬' Eu não como carne pra não deixar que matem nenhum animal; eu ajudo animais de rua sempre que posso (compro ração, sento no chão e tiro carrapato com a unha tbm!); as minhas 3 gatas e meus 3 cachorros foram adotados da rua, e se eu pudesse adotaria mais; sou "madrinha" de um cachorro nesse programas de apadrinhamento; e faço tudo o mais que estiver ao meu alcance. Portanto não admito que NINGUÉM venha me questionar, sobre nada!
    E quanto às crianças, bom, já tem muita gente que ajuda. Sinceramente, os animais não têm tantos anjos da guarda, então eu vou continuar com eles.
    Um grande beijo pra você, tia Stella! =*

    ResponderExcluir
  13. Que bom! Acabei de descobrir que temos mais uma integrante do clube dos cachorreiros de plantão!!

    AMEI!

    ResponderExcluir
  14. Muito bom. Já ouvi essa de "vai ajudar uma criança". Pq o cachorrinho, o gatinho não merecem ajuda? São vidas tão importantes qto a minha, a sua ou de uma criança... É coisa de gente que se ecologista, como vc disse. Quem ajuda, ajuda quem precisa, sem pensar nos méritos, exatamente como vc disse. Adorei seu desabafo. Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Tão importante quanto vc fazer o que seus olhos alcançam e colocar sua voz aqui apra todos ouvirem com relação ao fato. Quem não for sensível ao assunto acaba na berlinda, e se sente inibido defazer ou dizer besteira pelo pensamento geral de que vida é sagrada, não importa de quem seja. Tmos muitos véus, muitas cegueiras, dogmas, mitos, preconceitos para ser confrontados.. acho esse um dos essenciais, chamado compaixão.
    Isso pode unir muita gente...como vc mesma relatou.

    ResponderExcluir
  16. Stella

    Amei seu texto... Tanto que tomei a liberdade de postá-lo em meu blog, o Omnes Angeli.

    Parabéns pelo seu trabalho!

    Bjo,

    Claudi Pinelli.

    ResponderExcluir
  17. Que cenário triste! Muito poderia ser feito se as pessoas não fossem cegas, poderíamos mudar toda essa realidade mas todos preferem ser programados e frágeis repetidores de idéias.

    ResponderExcluir
  18. É muito difícil olhar um bichinho desses e não ajudar. Ou, pelo menos, não sentir alguma compaixão. Abraços e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  19. Puts, com todo respeito, a senhora já escreveu muito texto bom, mas esse... um o!
    Ítalo.

    ResponderExcluir
  20. Oi Lilian,obrigada pelo carinho e coment no meu post sobre as hot pants =)

    Bjs =*

    www.priscilainfashionland.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Excelente texto!

    Atualmente todo mundo adora posar de "estou ajudando o planeta" mas quem de fato faz a sua parte?

    Outro dia, na faculdade, fui ajudar um gatinho que estava miando muito. Fui dividir minha marmita com ele e pronto! Todo mundo que passava olhava torto, o pessoal que trabalha na biblioteca perto de onde o gatinho estava tb. Um homem gritou que eu não devia dar comida pra ele. Ah vá te catar! Sinto muito, mas não consigo tolerar um animal sofrendo na minha frente!

    Tb incentivo as pessoas a adotarem, eu adotei meus gatos, são as coisas mais fofas do mundo!

    Mas percebo que quando vc dá uma atenção direta aos invisíveis (com direta digo, fazer algo mais direto do que divulgar e doar dinheiro) provoca-se um certo incômodo nas pessoas. Bom, o negócio é apesar disso tudo continuar fazendo!

    Parabéns pelo texto e pelo que vc faz pelos animais.

    ResponderExcluir
  22. eu confesso que não ajudo, mas odeio também quem maltrata os cachorrinhos. belo post.

    abraço!

    ResponderExcluir
  23. Eu te admiro e te invejo pela disposição de cuidar de cachorros de ruas, sou muito hipotética, SE eu tivesse uma casa, SE eu morasse sozinha, "se's" que não acabam mais, gostaria de ter tal iniciativa, quando saio para passear com meu cachorro me sinto um pouco mal quando vejo outros cãe abandonados, realmente são crueldades, que também não consigo entender que alguém consiga cometer.

    ResponderExcluir
  24. Se não fosse por mais nada, gostaria de vc pelo seu nome, que é o mesmo da minha filha, Stella Maris.
    Seu texto veio do coração e é lindo. Penso como vc, podemos dar o nosso amor a quem quisermos. Meu coração aperta qdo penso em tantos bichinhos abandonados e ao ver a minha casa tão alegre (e bagunçada) com 4 cachorrinhas que pegamos pela rua, penso em como as pessoas são infelizes e estúpidas por não enriquecerem suas vidas com um animal a seu lado. Deixo para vc, um texto que escrevi em meu blog:


    Quem nunca foi amado…
    Há pessoas que se queixam de jamais terem sido amadas…
    Há os que se queixam de não terem conhecido o amor…
    E no entanto, há amor por aí…

    Há amor sentado molhado em esquinas, há amor revirando latas de lixo…
    Há amor cadenciando os passos com pessoas que o enxotam…
    Há amor olhando pedinte o último pedaço de uma coxinha de galinha…

    Estou falando de cachorros de rua!

    Que estão prontos a amar um mendigo mal-cheiroso que lhes conceda a graça de um afago…
    Que brincam felizes ao menor aceno de atenção…
    Que lambem um rosto que sorri penalizado…

    Não, eles não estão conscientes de sua situação…
    Não sabem que são feios, sujos, doentes…
    Não se consideram importantes nem dignos de atenção…

    Eles pedem a caridade de dividir consigo sua vida…
    Eles acham o outro mais importante…
    Eles só querem viver e ser amados…

    Muito diferente de mim? De você? De qualquer um?
    Diferentes em um ponto crucial: eles amam ao outro mais que a si mesmos!
    Quem foi mesmo que disse isso?
    Jesus

    Há diferentes manifestações de amor, mas a essência é uma só.
    Quem se sente amado, se sente capaz de amar e digno de ser amado.
    Se você precisa de amor, procura por ele, anseia…
    Comece por amar!

    Que tal uma dessas coisinhas fedidas, sujas, de grandes olhos e coração maior ainda?
    Que tal alguém que precisa de você como do ar que respira?
    Ame.
    Dê amor.

    Comece por cima, por um amor incondicional…
    O resto virá por si, e quando vier…
    Na verdade, não terá mais tanta importância!

    Você já estará no jogo da vida
    Estará vivendo e proporcionando vida
    E esse jogo, não terá fim…

    ResponderExcluir
  25. Sabe o mais estranho de tudo isso...caso a gente chutasse um cachorro não haveria tantos olhares curiosos ou reprovando o ato como existem quando fazemos o contrário. As pessoas nos olham com nojo, porque abraçamos animais imundos e elas se sentem muito puras, acreditam que são limpas e o seu melhor? Apenas seus olhares é o máximo que podem oferecer...Diferentemente de vc, eu repudio ferozmente qualquer criador de animal...com tantas possibilidades de se ganhar dinheiro, nunca vou concordar com quem explora um animal durante toda a sua vida, com sucessivas ninhadas para ficar rico. É vil! Como é tb qualquer ser-humano que acredita que animal é artigo de luxo, seleciona uma raça, saca o dinheiro do bolsa e 6 meses depois se o estrago na casa tiver sido muito grande, se o "produto" não desempenhar suas tarefas: mais um animal na rua. Eu sou do tipo, ecochata tb. A matança de golfinhos no Japão, das baleias na Noruega ou os gritos dos bois e porcos em matadouros me incomodam e desesperaram tanto quanto ver um cachorro minguando na rua sem proteção. E tento reagir, dessa vez sentada, assinando petições e divulgando o nome dos assassinos...mas todo o cachorro, principalmente, os cachorros, que eu vejo, que eu enxergo...que eu consigo instantaneamente amar...esses sim conhecem o meu levantar do sofá e a minha atenção, nem que seja por apenas alguns minutos.
    Amei o texto e tb vou divulgar no meu blog (bem menos acessado que esse, mas com o intuito de fazer as pessoas entenderem que animais a gente ama e não compra. Ponto final.)
    www.adotapraiagrande.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Adooooooooooooorei o texto.
    Sabe eu sou do mesmo jeito, as vzs deixo de comer pra dá comida pros bichinhos :) e não sinto vergonha nenhuma em parar no meio da rua pra conversar com um cachorro *--*
    Prefiro muito mais, cuidar de um animal indefeso que não sabe pq ta levando chute de um FDP, do que cuidar de um miseravel que é conciente do que faz. Pra mim quem tem coragem de maltratar se qualquer tipo de animal que seja é capaz de fazer isso com uma pessoa.
    A maioria dos maniacos e psicopatas cresceram matando ou fazendo animais indefesos sofrer, começam assim.

    Parabéns , beijos

    ResponderExcluir
  27. Vc é adepta do Raul e sua frase: "eu que não fico sentado nessa poltrona com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar.." ou qlqr coisa parecida com isso, nunca fui boa com citações mesmo... Sim, então, eu acho que fvc tem toda razão de soltar os cachorros em cima daqueles que acham que vc não est´fazendo nada de util. Eu acho que vc faz e tenho certeza que os cachorros e seus donos também acham. Ninguém consegue mudar o mundo. Só podemos mudar a realidade de um número limitado de pessoas.. se todo mundo entendesse isso e fizesse sua parte um pouco de todo mundo faria uma enorme diferença pra muitos.
    Sou louca por cachorro e tb não admito maldade com eles!

    __
    www.coracaoonline.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. "Olá pessoa linda que se chama STELLA,quero em primeiro lugar parabeniza-la pelo texto de suma importância e que abriga em si uma beleza singular em seu conteúdo heroicamente relatado.Poucas são as pessoas que tem esta visão e se preocupam com esse problema cada vez mais explicito em nossas comunidades.Oxalá houvessem mais pessoas como você no meio em que vivemos!Mesmo que a media fosse de uma para cada cem pessoas,a diferença já iria ser grande e sua repercussão só aumentaria as estatísticas!Porque essas pessoas e seus fieis companheiros,são desprovidos de tudo o que conhecemos como bens primarios,e as vezes,basta um pequeno gesto de afeto e respeito para mudar a vida delas!Todos podemos ajudar,existem diversas formas: doação de roupas,alimentos,ração para os bichinhos e principalmente,DIGNIDADE,não se pode mudar o mundo sozinho,mas podemos mudar o que está a nossa volta!!! Basta um pouco de bom-senso e calor humano.Quero finalizar dizendo que você não está só nesta contenda,são muitos os que levantam esta bandeira,e a cada dia que passa,mais pessoas se unem a nós!Querida pessoa,obrigado por existir e ser um grande exemplo para nós e gerações vindouras,que "DEUS" em sua infinita sabedoria e bondade te abençoe sempre!!!

    ResponderExcluir
  29. Dna. Stella... Que é que eu faria sem seus textos, hein? Lembro-me de quando comecei a acompanhar o Mulherices, há relativamente pouco tempo, justamente por "culpa" de um dos seus escritos: Vespeiro. Um absurdo em forma de aglomerado de caracteres. Absurdo? Pois é, foi o que pensei a princípio.

    Li, não gostei, fechei, segui com a vida. Mas fiquei com aquilo ali num cantinho escuro de minha mente, matutando. E de repente, me vi lendo o mesmo texto novamente. E desta vez -- pasme -- concordando até a última palavra. E desde então, texto após texto, experimento este mesmo sentimento -- talvez à exceção deste aqui e de mais um ou outro, com os quais já me identifico de cara.

    Gosto do seu estilo. Gosto das suas opiniões -- não porque são iguais às minhas, mas muito pelo contrário. E adoro ter minha opinião desafiada, desde que de maneira inteligente -- coisa que você tem se tornado especialista em fazer.

    Vivemos cercados por hipócritas que respaudam-se no "senso comum". E só lamento que justamente esses, que seriam os maiores beneficiados por suas idéias, relutem tanto em refletir sobre elas. Mas -- oras -- se o fizessem, não seriam hipócritas, não é mesmo?

    Parabéns, parabéns e obrigado.
    Abraço,
    Fabio Piva
    http://paciencianegativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Minhas Queridas

    Mais um texto medalha de ouro. A leitura desse blog é simplesmente "refrescante" para o cérebro e o coração. Um alívio pra gente que tem que conviver com essa sociedade brasileira hipócrita. Obrigado

    Bjs a todas

    ResponderExcluir
  31. Ótimo blog!
    Odeio quem maltrata animais. Eu tenho dois cachorros e nãosei o que faria se os visse sendo maltratados por alguém.

    ResponderExcluir
  32. Olá Meninas!
    Parabéns pelo excelente blog, gostei muito mesmo.

    Blog Lomadee

    ResponderExcluir
  33. Oi! Não conhecia o blog, vim por indicaçãod de uma amiga e ADOREI.
    Emocionante o texto. Sou uma apaixonada por cachorros, minha família (meu irmão, leia-se) já adotou 2. Admirável sua atitude.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  34. Ja levantei a bunda do sofá!!!!!

    nao importa a quem, o q importa é que faça o melhor de si!

    beijão

    ResponderExcluir
  35. A Sofia, a cachorrinha que nós temos aqui em casa, uma Dachshund malhadinha, foi abandonada junto com a mãe e mais três cachorrinhas em uma rua aqui de Santo André.

    A Sofia, dentre as quatro que o filho da puta do motoqueiro jogou na rua, dentro de um saco de lixo preto, foi a única que sobreviveu.

    A mãe dela também sobreviveu.

    E por conta de uma amiga minha, que mais parece ter um canil/gatil do que quintal, é que as salvou.

    Ela chegou em casa ferida, com pulgas e mal andava. A roupa dela era uma meinha. Parecia uma bolinha.

    Não precisamos comprar. Aliás, todos os cachorros e gatos que passaram aqui em casa foram "adotados" pela minha mãe, mas nenhum ficou tanto quanto a Sofia.

    Porque de uma forma ou de outra, ela é parte da família.

    E realmente, amigo não se compra. Se conquista.

    ResponderExcluir
  36. Porra!!! ADOREI teu texto. Muito bem escrito... minha melhor amiga se chama Xuxa. rsrsrs. Ao qual adotei na cidade onde moro. E posso falar com a maior certez, que foi a melhor coisa que fiz na minha vida... meu pai vive falando *não da comidas pra esses cachorros,eles não vão sair daki* Ai que raiva.... me dá dou e dou mesmo... Amo animais principalmentes os caninos, tento ajudar sempre que posso as pessoas que alojam esses amiguinhos em suas casas. há minha amiguinha faz 14 anos que ta comigo e sabe de que mais? ela me agradece todo santo dia pela nossa amizade,,sei que ta pertinho de me perder essa grande amiga pela idade.. e guando isso acontecer vou ta lá do ladinho dela, agradecendo cada dia de sua vidinha em dedicação a mim.. e com certeza nesse dia minhas lágrimas vão ser enxugadas por uma amiguinha nova....

    ResponderExcluir
  37. Pois é,é mais fácil falar do que se mexer é fazer alguma coisa... continue assim, dando o bom exemplo ,pequenos gestos podem gerar grandes resultados...


    :)

    http://cnavega.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  38. quem faz isso um dia nascerá um animal! :d

    ResponderExcluir
  39. Bom dia amiga!
    Faça sua parte como você faz e deixe os "certinhos" e inúteis falarem,todos temos uma missão e a sua é cuidar dos animais e isso é gratificante,eu cuido de crianças e adoro o que faço e amo animais!!!
    Deus te abençoe e os medíocres sejam infelizes em seu mundinho!!

    ResponderExcluir
  40. Realmente cachorros de carroceiros são mais felizes que cães de madame.As pessoas deviam cuidar mesmo mais dos animais de Rua(na biblia fala que o justo atenta para a vida de seus animais),mas as pessoasnem ligam para os humanos que moram na rua,então fica dificil

    ResponderExcluir
  41. Fantástico!

    Cada um dá o amor q tem como pode, quer ou sente. Não gosto de cachorros, mas me compadeço quando vejo algum ser mal tratado.

    Lindo coração, belas palavras. tem a minha admiração.

    ResponderExcluir
  42. gostei...maneroo...muito obrigado por ter passado lah nu meu blog...sera sempre bem-vinda!

    ResponderExcluir
  43. Ficou brava!
    Eu adoro cachorros e sempre brinco quando me permitem, especialmente os de rua, que são os mais livres, embora paguem um preço. Muita gente compra muita coisa, até porque o papo de cachorro=amigo não é para todos. Compra-se cão de guarda também, ou até guia. Os que vendem, amontoam os pobres bichos presos numa gaiola pra ganhar dinheiro. Nada contra, mas nada a favor.
    Gostei do teu post, mesmo não concordando 100%...
    Abraço!

    ResponderExcluir
  44. Texto muito bom!

    A verdade é que a mente da sociedade anda tão voltada para o capital, que as boas ações, até mesmo com os animais em geral, acabam ficando em segundo plano e, até mesmo, homens e mulheres são tratados como animais.

    Excelente blog, parabéns!

    ResponderExcluir
  45. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  46. ***********************************************
    Eae beleza Mulherices

    Bom indiquei VC a receber 2 Selos

    pega no meu blog

    http://os-manos-loucos.blogspot.com/2010/07/selos.html#comments

    Valews

    ***********************************************

    ResponderExcluir
  47. Fiz questão de ler a tua matéria! eu ia passar aqui só pra dizer que o blog ganhou um selo, mas resolvi ler, pois acabei não vindo mais pra comentar as postagens de vocês...
    E ME IDENTIFIQUEI MUITO...
    eu não tenho o costume de pegar um cão da rua e leva-lo para casa.. aqui o orçamento não é muito e já estamos com 7 cães.. maas o "xodó" da minha mãe eu catei da rua sim! ainda bem que nesse dia só encontrei gente que me "ajudou" e não me "criticou". E eu concordo com você.. "caridade" é algo que vem de dentro! da sua vontade sincera de ajudar por que você se sente bem e não por que você vai ganhar a "benção de deus". Isso é ridiculo e ipócrita! Mas já ouvi "aquelas senhoras" que tem em todo lugar falando a TIPICA FRASE: "por que não ajuda uma criança? por que não adota?" Alias... MINHA MÃE ouviu isso quando chegam aquelas "maravilhosas" visitas abismadas com a quantia enorme de cães aqui em casa, mais ainda por que temos 2 cadelas dentro da casa. É AI QUE VEM ESSA FRASE RIDICULA.. por que essas mesmas pessoas "aqui" que elas vão adotar crianças ou "doar" um rela pra quem pede na rua...

    1° lugar: se você "não faz" não tem moral nenhuma para "apontar" o seu dedinho...

    2° lugar: A casa é NOSSA!se colocar cães, gatos, periquitos, e/ou vacas O MALDITO PROBLEMA É NOSSO! não de VOCÊ apontador de dedo que não faz NADA!

    haaaa... desabafei....

    eu disse que o blog ganhou selo né? ta ai...
    EXCELENTE postagem!
    http://blogkawai2.blogspot.com/2010/07/1-selinho-naodois-maas-um-repetido-xd.html

    ResponderExcluir
  48. Fiquei muito curiosa ao ler o comentário no meu blog e vi que partiu daqui rs E sobre o texto , achei sensacional, disse tudo que eu penso como médica veterinária, só esqueceu de mencionar que tem gente que ama salvar cachorrinhos na rua, mas adoram um bom bife mal passado né? #brinks, falei isso pq sou vegetariana por amor a todos os bichinhos...tô sem tempo pra comentar agora mas vou seguir o blog, gostei demais da conta. Depois volto aqui mais vezes. beijos

    ResponderExcluir
  49. sou a favor de se adotar um cachorro e não comprar um, acho que o cachorro é o animal mais carionhoso que tem

    ResponderExcluir
  50. Esse é um ato nobre,que infelizmente é pouco praticado,e ainda por cima,os poucos que praticam(como você)ainda teem que aturar comentários preconceituos,demagogos e infelizes...aiai...
    Mas abstrai Stella...e como fazem com os cães abandonados,torne essas pessoas sem escrúpulos,invisíveis pra vc! ^^

    Adorei o Blog

    ResponderExcluir
  51. Nossa, que artigo quase científico você fez!

    Gostei.

    Gosto de bichos e de gente, sabe... mais de gente, lógico... valeu!

    ResponderExcluir
  52. Trabalho em uma ONG que tem por objetivo a inclusão sócio-cultural de pessoas da periferia. É interessante perceber como as pessoas em volta não fazem nada pra mudar o mundo. Pode ser pouca coisa, poxa. Dar o assento pro idoso sentar no 'busão' ou até mesmo fazer sua parte para com os animais. Adorei a iniciativa do blog.

    ResponderExcluir
  53. Regiane Grigoleto9 de julho de 2010 12:12

    Cara Stella, como diria a letra da antiga canção: "Deixa os acomodados que se incomodem". Parabéns pelo texto.
    Quem ama os animais, como eu, certamente sentiu como se fosse próprio o seu desabafo.

    ResponderExcluir
  54. Texto muito bem elaborado!
    Eu amo animais, muito mesmo!
    eles merecem mt mais atenção do que nós damos, sou a favor da adoção de animais tbm.. quantos cães lindos e vira-latas temos por aí...

    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  55. texto muito interessante,,,
    o cão...por mas que seu dono o maltrate...ele sempre vai estar com ele...da dó quando vemos alguns cães jogados pelas ruas...

    ResponderExcluir
  56. Minha mãe cuida de gatos, e também já cuidou de cachorros, mas geralmente as pessoas pegam os cães saudaveis e bem cuidados da loja, ao envez de pegar o que estão largados por aí, parece que ficam cegos quando bem entendem...
    Amei o blog, estão todas de parabéns! *-*

    ResponderExcluir
  57. Se cada um fizesse a sua parte, ou um pouquinho mais, não teríamos tantos animais abandonados por ai! Adorei o texto!
    Já estou seguindo o blog, rs
    ;*

    ResponderExcluir
  58. Legal o post.É um assunto pouco comentado. Acho que eu jamais saberia escrever sobre tal. Particularmente não tenho cães, mas pretendo ter.
    Só quando eu tiver tempo, porque eu jamais deixaria acontecer com um cão meu o que acontece com outros cães, como citados no post.

    ResponderExcluir
  59. pra mim, maltrato com qualquer forma de vida é falta de humanidade!

    ResponderExcluir
  60. ' Bom, não vejo mal algum em você postar esse ato de solidariedade. Acho até bom, sabe por que? Porque se isso fosse p. se aparecer, ou para você granhar prestígio em cima disso, seria maravilhoso, só assim todas as pessoas agiriam da mesma forma em que você agiu, e assim o mundo estaria melhor um pouquinho, pelo menos um pouquinho.
    Gostei muito, e parabéns !

    beijos !

    ResponderExcluir
  61. Gostei bastante do seu texto, cheio de inteligencia e atitude. Te confesso que faço pouco, comparado ao que eu posso fazer. Faço por pessoas, quando me cabe. Não que eu não curta animais. Eu amo animais.

    Tenho alguns 'releases' sobre sua postagem. Primeiro em relação a religião. Concordo plenamente contigo quando fala sobre os hipocritas qu carregam a biblia no braço, ou um terço, dentro da Igreja é um santo, quando sai continua a mesma porcaria de antes. E depois ainda bem querer bancar o moralista. Não tenho nada contra religião, mas tenho contra atos desse tipo.

    Mas sou forçado a discordar de voce em duas coisas:

    1 - aquecimento global... nao é possivel que vc nao esteja notando, nos ultimos anos, a crescente diferença climática, os efeitos desse fato. E que, ao cuidar de cachorrinhos de rua, (que eu considero muito importante, pois sao seres vivos), coloque isso com um grande problem do mundo, e esqueça das industrias/fabricas/automoveis/etc que ficam poluindo cada vez mais o ar que eu e voce respiramos, e destruindo cada vez mais a camada que protege a mim, a voce e a qualquer ser vivo.

    2 - compra de cachorrinhos: assim como ha cachorrinhos abandonados na rua, ha cachorrinhos presos em grades, esperando alguem compra-los. Tem uma vida melhor que os abandonados, mas ficam solitarios esperando um dono tambem. Se nao comprassem mais cachorros, acredito que o numero de cachorrinhos abandonados iria ser muito maior.

    Esse é o meu ponto de vista... claro que existe o do que ele é mais bonitinho e a criança, por exemplo, vai gostar mais.

    Ah... com todo prazer to seguindo seu blog, e voltarei aqui em breve ;)

    Se puder, da uma passadinha nos meus:

    Como colocar um Banner em flash no seu blog/site, grátis
    http://blogueirosfanaticos.blogspot.com
    Greve - Direitos e Consequencias
    http://divulgandoedebatendo.blogspot.com

    Abraços querida, e parabens pelas suas ações.

    ResponderExcluir
  62. Recebi alguns selos e estou premiando seu blog com o mesmo selo.
    Compartilhar com seu respresenta minha admiração.

    Selo indicado: Prêmio Drunk
    Sobre o Selo:
    http://casadohippie.blogspot.com/2010/07/blogosfera-selos-compartilhados.html

    Abraços,

    O Hippie

    ResponderExcluir
  63. olá! parabéns pelo que vc faz pelos cães. também me indigno com pessoas que falam: se vc cuida de um cachorro, porquê não cuidar de uma criança? nada a ver.
    bom, sobre o aquecimento global, eu não concordo. o que está acontecendo por aí no mundo está aí para provar. e eu acho que a maioria das pessoas que defendem a ecologia fazem algo sim para melhorar. claro que ninugém pode fazer tudo, então tem gente que trabalha voluntário p/ cuidar de tartaruga, sei lá, ela tá fazendo a sua parte. não pode cuidar de todos os bichos que existem. assim como vc ajuda gosta de cães e gatos e os ajuda. se cada um fizer um pouco que seja para ajudar o plante, somando forças, todos teremos um futuro melhor.
    sobre comprar cães, não vejo nenhum problema. como vc mesma falou, alguém precisa vender para trabalhar, se ninguém comprar estas pessoas também não ganham. eu acho um ótimo aprendizado para uma criança cuidar de um cão. seja ele comprado ou adotado, vc terá que cuidar dele para ele se tornar um amigo (embora eu tenha dúvida, os cães são tão fiéis que um pouco que vc faz ele já quer ser seu amigo :)). só porquê adotou também não é sinônimo de que vai cuidar, veja como exemplo aquela procuradora desequilibrada que adotou uma menina e só a maltratou.

    ResponderExcluir
  64. Já adotei 3 filhotes vira-lata. Posso não ligar muito para os adultos na rua, mas quando vejo um filhote na não resisto.

    ;*

    http://musikaholic.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  65. Adorei o texto sobre os cachorros. Sou uma dessas pessoas que odeia essa negligência toda com os vira-latas.
    Parabéns pelo blog, de mnuito bom gosto.

    Depois passa no meu e dê sua opinião.
    http://ppoemando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  66. Parabéns pelo post , realmente o descaso com os animais é grande e quando se trata dos cães de rua a coisa piora. Criaturas de um sentimento tão puro e verdadeiro merecem ser bem tratados.


    http://meumundinhoinsanowill.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  67. o cachorro é o melhor amigo do homem! FATO!
    seguindo blog exelente!


    http://nenhumaalternativa.blogspot.com/
    segue? comenta?
    obg!

    ResponderExcluir
  68. meu Deus, cheguei a chorar porque entendo essa situação e quanto é difícil achar pessoas como você que tem a cara de cuidar e de recolher animais... minha mãe faz isso com gatos e cachorros e acho muito digno de um ser humano de verdade ! vou te seguir, pois me comovi ! bjs.


    http://www.cabanadamaejoana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  69. Só não faço o mesmo que você por não ter onde cuidar. Moro com a minha mãe e ela não quer nem saber de animais em casa, mas nem por isso deixei de adotar pelo menos um gatinho vira-lata que entrou em casa e sem pedir licença deitou na minha cama e lá ficou. Fizeram de tudo pra tirar esse gato de casa enquanto eu fazia de tudo pra manter. Alguns dias depois, no caminho pro trabalho, encontrei uns 4 filhotinhos de gato miando sem parar na rua... Meu coração doeu de não poder pega-los e leva-los pra casa.
    Tudo o que eu mais queria era poder abrigar esses gatos e cachorros de rua. Mas sei que se eu o fizer, ao traze-los pra casa, minha mae logo dará um jeito de "sumir" com eles. Ela só não sumiu com o gato que eu peguei porque fiz o maior escandalo...rs
    Mas daria uma briga boa trazer mais pra cá.
    Admiro quem o faça.
    Quando eu tiver a minha casa, certamente ela será cheia desses anjinhos...

    Ótimo post!
    Bjs...

    ResponderExcluir
  70. Excelente post!Acho que se a pessoa não gosta de animais que não maltrate!

    ResponderExcluir
  71. sou completamente apaixonada por essas coisinhas *--*

    ResponderExcluir
  72. Odeio e repudio qualquer pessoa que maltrata qualquer tipo de animal. Não sou muito fã de cães, prefiro hamister ou peixe, um papagaio talvez. Mas faltar com o respeito com qualquer uma dessas criaturinhas não pode, não pode mesmo.

    www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  73. Eu tenho uita raiva DE QUEM MALTRATA ANIMAIS !!!!!!!!!!!aDOEI O BLOG!

    ResponderExcluir
  74. Stella, li esse post ontem e vi esse video hj:

    http://tvuol.uol.com.br/#view/id=cao-retribui-carinho-do-bebe-emocionante-04023670C4997366/mediaId=373186/date=2010-07-14&&list/type=editor/

    Lembrei de voce.

    ResponderExcluir
  75. Partilho do mesmo sentimento e te parabenizo pela iniciativa. Tb abomino hipocrisia de quem só critica e nada faz de efetivo pra diminuir um pouco q seja o sofrimento q há no mundo.

    ResponderExcluir
  76. Adorei o blog! Por Coincidência, meu último post foi uma entrevista com um ambientalista, ligado aos direitos dos animais! Foi ele o pioneiro de uma lei que proibe rodeios em minha cidade, Sorocaba-SP. Vale a pena você conferir!
    http://danilofutebol.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  77. Apóio com a proteção aos animais. Acho um tema muito abrangente e muito bem abordado em seu tratado.
    :D

    ResponderExcluir
  78. Parabéns pelo texto.
    Não sou o tipo de pessoa que gosta muito de animais, mas, gosto menos ainda de quem maltrata os bichinhos.
    Essa história de dizer que ao invés de cuidar de animal deveria cuidar de criança é pura hipocrisia porque quem não consegue cuidar de um cachorro que exige muito menos que uma criança não vai de forma alguma conseguir cuidar de criança.

    ResponderExcluir
  79. owwwwwwwww meu coração entrou em colapso agorA!
    amo cães gatos.. bixos! :D
    menos akeles asquerosos :S medão :O
    mais a quantos pode chegar a ignorancia humana com relação a esses bixinhos?!
    tem gente que não gosta e maltrata sem ver nem praq... mtu feio esse tipo de coisa..

    ResponderExcluir
  80. Lindo. Tocante.
    Sinto algo pelos animais, em especial cães, que não sei explicar... ainda mais os que estão abandonados, sozinhos. Vivo com 3 e assim que puder a matilha vai aumentar....
    Aubrigado pelo texto

    ResponderExcluir
  81. cara, qual o problema de comprar cachorro?
    eu compro, qual o problema? compro pra tirar do sistema automático de qm cria "pra ganhar a vida". ninguém consegue ganhar a vida criando cachorros não.
    tenho horror aos infelizes q me olham atravessado pq COMPREI um cachorro. concordo q tem mto docinho sendo maltratado e abandonado nas ruas. mas não é pq comprei um cachorrinho q sou uma pessoa má.
    pense bem: vc já parou pra observar o quao infelizes ficam os bichinhos dentro das gaiolas em pet shops? vc já parou pra pensar em qtos filhotes por cm² um criador mantém? já parou pra pensar no qto os criadores, aqueles q vc COMPREENDE pois estão tentando ganhar a vida com essa forma de "negócio", exploram seus animais? máquinas de fazer ninhada. cio atrás de cio. ACABA com a mãe dos pequenos. essas atitudes de criadores tb são maus-tratos.
    se eu pudesse, eu ajudava todos esses bichinhos inocentes. mas infelizmente não posso.
    faço sim, oq está ao meu alcance: ajudo 2 ONGs aqui na minha cidade com doações e, sempre q vejo um cãozinho abandonado, faço questão de encaminhá-lo a algum abrigo. já sustentei alguns em clínicas veterinárias, inclusive.
    não critique qm compra filhotes. pois essas pessoas tb tem coração, do contrário q vc insinua.
    em tempo: comprei um filhote este ano. sim, COMPREI. e pra sua informação, ele era vítima de maus-tratos e hj, estou trabalhando juntamente com um adestrador pra tirar o TERROR de gente q o bichinho tem.
    tenho 3 cães e NADA falta a eles. NADA. e se eu puder continuar tirando filhotes do sistema automático de criação q muitos dos q vc diz "estarem tentando ganhar a vida" fazem, eu continuarei comprando.
    mas, apesar desse seu deslize, parabenizo-a por vc olhar pelos animais de rua. eles precisam de mais corações como o seu.

    ResponderExcluir
  82. Olá, parabéns pelo seu comentário, sou amante de animais independente do tamanho ou qualquer outra coisa. Admirei e li atentamente cada palavra que você falou e te digo, faço o mesmo e não tenho vergonha de absolutamente nada, pena tenho das pessoas vazias, que ainda hj tenham esse tipo de pensamento seco e cruel e que com certeza não tiveram, não terão e não merecem o amor de um cão.

    Meu Nome é Bruna e tenho 20 anos, já me senti inteiramente sua amiga...

    ResponderExcluir
  83. Excelente texto, adorei! Da invisibilidade de alguns seres, passando pela estranha religiosidade alguns que gritam histericamente o nome de Cristo mas não entendem o que é ser cristão, até aqueles que nos "sugerem" ajudar crianças mas não ajudam nem a própria mãe, não há o que retocar. Parabéns.

    ResponderExcluir
  84. Olha, não conhecia este blog, vim aqui por meio do @o_colecionador. Vim direto neste texto e me identifiquei muito. Eu sou cachorreira, sou voluntária numa ONG aqui de Mogi e tenho um saco de ração específico para cães abandonados. Meu marido está resignado, ele sabe que gosto e respeita. Aliás, ele gosta também, só não tem estômago para ir pôr a mão na massa e se deparar com animais abandonados, maltratados...

    Também já me olharam de lado vááárias vezes por alimentar cães de rua. Também já me mandaram ir cuidar de crianças ou velhinhos em vez de cuidar de cães. A eles, mando um grande "Vai se foder" (desculpe o palavreado) e sigo com a minha missão.

    Eu não vejo diferença entre ser humano e animais, por isso, não vejo problema nenhum em ter mais piedade de um cão na chuva do que um morador de rua dormindo na calçada. Para mim são todos iguais, são todos filhos de Deus.

    ResponderExcluir
  85. Muito mais muito obrigada! Eu terminei de ler esse texto projetando algo q aconteceu a alguns anos em minha mente... Uma vez ai, eu no ponto de onibus indo trabalhar me deparei com um cachorro de rua com fome, sede e muito mau tratado. Eu nao pensei duas vezes abri minha mochila peguei minha garrafinha de agua e meu lanche e comecei a dar para ele, ja que infelismente eu nao podia leva-lo para a minha casa... foi quando uma mulher aparentenmente moradora de rua com fome e sede, me pediu o lanche que eu dava para o cachorro. (E eu me senti tao culpada!) Eu nao senti a menor vontade de dar o meu lanche para ela, na hora pensei: ah! isso eh tudo o que eu tenho para comer no meu longo dia de trabalho e depois eu ainda vou para a aula a noite e voce o que fez hoje?! Foi inevitavel, e sempre acontece eu faco o que estiver ao meu alcance por um cachorro ou um gato sem nem pensar mas nao sinto meu coracao bater por pessoas, essas que talvez ate realmente precisem da minha ajuda. E dai?!... Obrigada Stella!

    ResponderExcluir
  86. o texto da Sandrinha me emosiono muito e eu ja vi muitos cxachorros morenos por ai por cauda disso e um dia eu vi 2 cachoros seno atrobelados não aqueto mais fala do chorando

    ResponderExcluir
  87. Selena Gomez e Jake T. Austin foram a uma praia de Porto Rico, no último sábado (7), para ajudar a alimentar e resgatar cachorros de rua, em uma ação da entidade Do Something. A estrela da Disney está na ilha filmando o longa Wizards of Waverly Place. Selena escreveu sobre este dia em sua página do MySpace: “Estou feliz por ser a nova embaixadora da Do Something. A última vez que estive em Porto Rico, filmando Princess Protection Program, notamos que havia muitos cachorros abandonados e seus filhotes. Achamos que Porto Rico era a Praia do Cachorro Morto. Isso soa mal, mas é porque as pessoas matam cachorro por diversão, por aqui”.

    ResponderExcluir