sexta-feira, janeiro 29, 2010

Fica!

Por Vanessa Pinho

Ontem quando estava lá, meio sem paciência pra responder quatrocentas e oitenta vezes o meu nome, e escutar cinco mil vezes “26? Achei que você fosse mais nova” olhei pro lado e vi você. E aí eu comecei com aquela palhaçada toda de não saber o que fazer com as mãos. [Coisas que trago da infância].

Eu ia beber, mas lembrei que não bebo, sou fraca pra bebida e um pouco falante também, o que poderia botar tudo a perder. Acender um cigarro seria legal, eu faria uma cara de “tô nem aí pra você e pro mundo” e ficava pagando de Penélope Cruz, com uma cara blasé de quem está achando tudo um saco. Mas também não fumo. Resolvi bancar eu mesmo. Medo.

Eu estava humildemente linda, num look tipo “moro na Avenida Beiramar Norte, próximo ao shopping” e estava me sentindo aquelas gansas de voz fina que desfilam pelo Iguatemi sábado à tarde, num visual composto por: saia básica, blusa que ganhei da dona da marca e brinco daqueles que agridem logo de chegada, que ganhei apenas pra divulgar a loja também. Ou seja, eu era uma fraude total, mas isso não vem ao caso.

E você me olhava com uma cara de “Eu vim só pra saber se você é legal ou idiota” ou “Eu vim? Haa, nem percebi que eu estava aqui” e eu achava graça, e ficava tentando prestar atenção na música, nas pessoas e no lugar, mas só conseguia perceber você me olhando dos pés a cabeça e pensando “É, até que é legalzinha, nota 6!”
Eu tinha acabado de fazer uma escova progressiva dessas que não alisam muito sabe? Dando um ar de “eu não me preocupo em ser tão lisa, do jeito que estava, eu vim”, tenho amigas lindas que me rejuvenescem a alma, tenho uma família que é tudo, e tinha você ali, na minha frente. O que mais eu poderia querer na vida? Sim, eu queria. Queria saber o que te falar naquela hora e parar de tremer um pouco a perna, se desse.

Eu poderia dizer “Não acredito que te encontrei... Se você soubesse o quanto eu esperei por esse dia. O quanto eu fiquei imaginando as coisas que eu ia te dizer quando te visse e blá blá blá Whiskas Sache” mas eu fiquei imaginando que se alguém me viesse com um papo desses eu ia fazer cara de bonequinho de MSN contente, mas no fundo ia achar brega, bem breguinha, aliás.

E naquela hora eu só conseguia lembrar da cartomante biscatona me dizendo que em 2010 eu iria me apaixonar de verdade. [Elas adoram dizer que a gente vai se apaixonar de verdade].

Lembro que no ano passado ela disse que eu ia fazer uma grande viagem [cartomantes adoram usar palavras como: grande, longa e intensa], mas o mais longe que eu viajei foi até Ilhota, comprar uns biquinizinhos.

Mas com o passar dos minutos você foi fazendo uma cara de “só chegar e levar” e aí comecei a pensar que a cartomante não era tão biscatona assim, e que aquele só poderia ser o meu dia de sorte.

Eu esperei tanto por aquilo que tive a impressão de que as pessoas me olhavam com um ar de “Parabéns magrona, você conseguiu!” E eu fui algumas vezes no banheiro só pra olhar pra minha cara de criança quando passa de ano e se livra da surra em casa. Meio boba, meio muda, um alívio.

Eu já tinha tudo escrito, já sabia como seria, se fosse. Desde quando não sabia nem ler, já tinha essa mania de imaginar a história antes mesmo de ela começar. E naquela noite, a história que ficou guardada durante meses na estante, criando pó, estava ganhando vida.

Era um sentimento sem nome. Uma espera sem motivo. Dias perdidos, que só agora sei que foram perdidos. Mas você nunca vai saber de nada, porque eu não vou te contar. Não vai saber do quanto eu esperei por isso, nem do quanto eu achei o máximo quando você achou o máximo eu ter ficado do seu lado naquela noite.

Não vai saber do quanto eu torrava o saco das minhas amigas com aquele papo todo de você, e nem da esperança que eu tinha de te encontrar naquela noite, mesmo tenho [quase] certeza absoluta que você não iria.

Mas você apareceu e eu não estava preparada pra sua chegada. Porque nunca imaginei que você fosse chegar. Mas você chegou, agora fica!

**Informação inútil: no dia seguinte, o tiozinho que prega quadros na parede todo final de semana às sete da manhã, pela primeira vez, não me irritou nem um pouco.

39 comentários:

  1. Oi Linda! Vim retribuir a visita! Você conseguiu descrever bem a sensação dessa situação! Sei como é, também fico imaginado coisas antes de acontecer. **-**Beijinhos**-**

    ResponderExcluir
  2. meninas eu adoro o blo de vcs! passo sempre por aqui ;)

    http://semtravasnalingua.blogspot.com/

    beijos,
    Isa.

    ResponderExcluir
  3. Vanessa,
    por um acaso mesmo acaso, meu momento atual se encaixou perfeitamente no seu texto. Poderia ter sido eu a escrevê-lo... ainda bem que foi você. Ficou muito bonito. Mais bonito ainda será esse 2010 de "fica"... um viva às cartomantes!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. porra maneiro seu blog (pra mulheres ç__ç)
    boas idéias x]

    ResponderExcluir
  5. MUITO legal seu texto, sério, muito bem escrito!

    ResponderExcluir
  6. Bom o blog é mais direcionado as mulheres, portanto minha esposa em breve estará participando e comentando ativamente dele, o conteúdo certamente a agradará.
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto! disse tudo!

    www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Uma gata como vc... nota 10 - mas talvez seja ficção, não sei.

    bjs
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  9. Interessante ler como funciona a visao feminina do mundo.. não achouqe esse blog seja so destinado a mulheres nao, acho que os homens descobrem muita coisa sobre o sexo feminino lendo suas historias. A propria abordagem desse caso ja demonstra ter sido escrita por uma mulher, não ser tao objetiva quanto um homem seria, ir descrevendo as sensações, medos angustias, antes de contar o caso em si ! se fosse um homem escrevendo ja iria direto ao assunto: " outro dia eu marquei um encontro..." rsssss mas a mulher nao, dá umas voltas.. a gente pensa, sobre o que ela quer falar hein? ahhh ela encontrou alguem... e as expectativas que a personagem cria... my goddness, achoque vou começar a vir mais aqui nesse blog pra fazer uns laboratorios pra construir uns personagens femininos ! parabens pela abordagem e pelo material!
    Ibere

    ResponderExcluir
  10. Eu espero sinceramente, minha querida, que seu querido banque urgentemente o Dom Pedro e que seja para o seu bem e felicidade geral da nação que ele fique!

    Bjoko.

    ResponderExcluir
  11. Ficar...Uma palavra cada vez mais difícil nos dias de hoje, pois a grande maioria das pessoas apenas passam por nossas vidas!

    ResponderExcluir
  12. Adorei o seu Blog.

    http://fogodeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. nossa
    sempre
    q passo
    por aqui
    vejoalgo
    seila um aleitura interrecante comprecrica e legal gostoca de ler parabenssssssssssss

    ResponderExcluir
  14. caramba, adorei o texto! *-* e enquanto eu lia, eu imaginava como música de fundo Cornerstone dos Arctic Monkeys shashauh'
    gostei de verdade, parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Texto e imagem final irretocáveis. Muito bom mesmo!
    Falando em cartomante, quarta-feira uma virá para dar seus vereditos. Medo das cartas. xD
    Enfim, perfeito o texto, mesmo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Coooool <3
    visita: http://www.tomorowcanwait.blogspot.com/
    ^___________^

    ResponderExcluir
  17. olha eu aqui again!! hauhau'
    adorei seu blog parabéns!
    http://www.tomorowcanwait.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Um blog de ouro!
    Crônicas demais!
    Sempre adoro esses belíssimos textos!


    Sucesso 0/

    ResponderExcluir
  19. Mto bom o texto...
    ...super bem colocadas as palavras.
    Parabéns!
    ^^"

    http://adytaness.blogspot.com/

    [ Visite-o ]

    ResponderExcluir
  20. Nossa, que jeito mais feminino de escrever. E de descrever lugares, sensações, momentos. Amei! Vou seguir para acompanhar as atualizações e ler sempre seus posts. Incrível quando nos acontecem coisas assim, maravilhoso todo esse nervosismo e essa mania de tentar ficar imaginando a impressão que estamos causando. Realmente as cartomantes sempre são exageradas e, se forçar um "pouquinho" tudo o que elas dizem dá certo. haha

    Parabéns pelo post e pelo blog por inteiro! Genial a ideia e o nome!

    sucesso sempre!

    abçs

    ResponderExcluir
  21. ushhasuahs o cara la de cima chamou de blog de mulheres o.o to sempre lendo aqui e sou macho tchê rs


    karina de guarulhos é colunista aqui,sou de guarulhos hein!


    como sempre otimo texto mais do que bem colocado agridoce e bem abordado,a visão ampla,e não so feminina enche os textos daqui de vida.

    ResponderExcluir
  22. ótimo texto. essa maneira de contar as histórias em primeira pessoa está desaparecendo. bom saber que tem alguém mantendo a tradição.

    abraço

    ResponderExcluir
  23. eta que essa gata ta porreta de mais...
    cheia dos coments
    te adoro viu
    e quanto ao texto ja sabes né...

    ResponderExcluir
  24. Adoro blogs sobre o universo feminino que deixam de lado a futilidade. Parabéns pelo blog, mais uma vez. =)

    ResponderExcluir
  25. ushhasuahs o cara la de cima chamou de blog de mulheres o.o to sempre lendo aqui e sou macho tchê rs

    Perdão vim aqui para comentar sobre o blog, mas sou muito maldoso para não comentar este comentário: "Sou macho tchê" foi muito boa, isso não é blog de mulher porque eu sou gaucho macho e acompanho, piada pronta.

    Agora parabéns pelo blog gente continuem sempre assim. Adoro ler coisas de pessoas que sabem mesmo escrever.

    ResponderExcluir
  26. ta ae gostei...
    visitarei sempre ^^

    ResponderExcluir
  27. Muito interessante teu blog, voltado para as mulheres, interessante mesmo, como diz uma musica:
    Essas Mulheres
    Nos tiram e nos dão a vida
    Nos curam e nos abrem feridas
    Difícil existir, sem essas mulheres... Parabéns!!!

    se quiser comentar meu blog ta ai >>> http://www.jefahh.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. uma lida moça e um lindo texto...

    ta,ta eu sei.. nao rimo nada!
    SHAUSHAUHSUA

    mais essa nao foi a intençao msm.

    ResponderExcluir
  29. que texto lindo!!!...*
    aoro ler textos bem escritos!!...*

    se puder passa la:: http://waguinhospears.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. amei esse texto! Fiquei lembrando de uns "causos" meus que foram bem parecidos... que legal esse blog! parabénsssssssss!!!
    bjos

    ResponderExcluir
  31. Adorei sua visita no meu blog! Então (bastante atrasada) vim aqui retribuir e olha só o que achei! Que blog fantástico! :D Tem um de Carrie Bradshaw, sei lá, meio Sex and the city. AMEI.

    Virei visitar mais vezes hahaha :D
    Beijos

    http://minidesastres.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Acho que a maioria das pessoas deve sentir a necessidade de se isolar de vez em quando... isso faz bem em certos momentos... muito legal o blog... valeeeeeeeu!!

    ResponderExcluir
  33. bah, eu não acredito muito nisto de cartomante... e tb não acho legal ficar imaginando muito como as coisas serão, não é bom criar muitas expectativas... vc é de Floripa? Me visita no meus blogs http://ilovefloripa.blogspot.com/ e http://moradadevenus.blogspot.com/
    bj

    ResponderExcluir
  34. De mulheres para mulheres ou homens gays ou homens que querem entender as mulheres ou mulheres homosexuais que querem entender suas parceiras ou err... sei lá.

    seu blog é simplesmente um maximo.

    ResponderExcluir
  35. Conteudo coerente,textos bem redigidos,
    As mulheres de 20 e poucos como eu agradecem!!Muito bom!!

    ResponderExcluir