segunda-feira, dezembro 28, 2009

Décadas de mim

Por Sarah Rosignoli

Nasci nos anos 2000.

Minha infância foi a época das grandes descobertas, da globalização. Era tanta gente num espaço só, que eu me sentia pequenininha e, ao mesmo tempo, grande o suficiente para encher toda uma sala de entretenimento: muita música, muitas peças representadas, informações de todo o mundo ao meu redor. Muitos sonhos, muita expectativa. Eu era a esperança: eu era a Era. Os anos 2000 foram um sucesso só.

Os anos 90 formaram a descoberta de mim mesma. Quem sou eu? A adolescente não sabia bem se era anos 2000 ou anos 80. A tecnologia crescia disparada, e o meu corpo também. A democracia dentro de casa era algo que começava a despontar e eu passei a descobrir um quê-de-eu.



Meus anos 80 foram uma armação ilimitada. Ah, que delícia: cheia de meninice, e com ela, todos os seus brinquedos maravilhosos, que marcaram boa parte de minha vida. Um pouco de Material Girl e um resquício de Diana. Eu já me desenhava nas telinhas, cheia de cores e movimento.





Os anos 70: os anos 70! Eles talvez tenham sido os melhores da minha vida. Eu era. Paz e amor, flores contra canhões. Época de muito amor e muita música também. A disco entrou na minha vida definitivamente para incorporar meu espírito. Eu fui transformação. Cabelos pintados, com bob´s, polainas, glitter, batom vermelho. Tudo era festa - eu era a liberdade de expressão: mente e corpo.




Logo entrei na década de 60 e o ideal de busca pela liberdade tomou conta de mim por inteira. Eu era uma explosão de juventude feminina, calçada de sapatos altos e calças cigarettes, sem esquecer, contudo, da querida minissaia. Trabalhando fora e cuidando da casa, enquanto a Jovem Guarda toca no meu radinho de bolinha. Dominando o mundo e lutando por espaço numa ditadura militar. Uma pimenta ainda retrô. Sim, eu sou nouvelle vague pura!

Meus anos 50 que aguardo ansiosamente. Quero a televisão - e Hollywood também quer! Eu quero a Juventude Transviada num Bonde chamado Desejo. A ficção científica relata cada episódio de vida. Assim, vejo adiante o futuro - os meus queridos anos 50 – cheio de sofisticação, elegância e glamour. Sputnik será lançado, sem volta.

Cada década por vir.






Mais de Sarah Rosingoli no blog
"Café lá em Casa"








32 comentários:

  1. Desculpe-me por puxar a sardinha para minha brasa, mas quero falar dos anos 80, década na qual eu nasci (mais precisamente, em 87).

    Não me conforme em dizerem que foi a "década perdida". Como pode ser perdida a década que acabou a ditadura militar (1985), que nos deu as melhores bandas de rock da nossa história (Legião, Paralamas entre tantas outras, além de Cazuza, com o Barão) etc etc.

    Quando brinco que queria ter vivido em 1960, por conta da minha paixão pelos Beatles e brasileiros com a Bossa Nova (que começou na década de 1950, confesso), na verdade quero deixar tudo como está. Cada época carrega em si algo especial. Para ter vivido em todas, só se fosse a Dercy Gonçalves, que não nos enterrou!

    Belo texto.

    Abraços
    http://ceucaindo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Quanto ao post, concordo com o colega aí de cima. Cada coisa no seu tempo, cada época tem seu glamour...

    Quanto ao blog, adorei! Vou seguir
    ^^

    att

    ResponderExcluir
  3. Ótima postagem, realmente, concordo com as colegas ai de cima, cada época tem seu tempo.Eu como sou fruto dos anos 90 vivi uma infância muito boa (com muita bermuda cinza e camiseta do pateta hehe)...Obrigada pela vista ao meu blog

    www.entulhomentaldacarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Acho legal cronistas convidados até pra dar um descanso pra vcs, mas tô começando a ficar com saudade das 3 meninas super poderosas, a escrita de vcs é imcomparável.

    Voltem Karina, Vanessa e Stellinha!!!

    ResponderExcluir
  5. Noooossaaaaa adorei o texto, como disseram as colegas acima - Cada coisa no seu tempo, mas eu passei por tudo isso ao vivo e a cores. Não sou saudosista, porém, há coisas que nunca mais esquecemos.

    ResponderExcluir
  6. Legal o texto.
    Mas sem dúvida os anos 80 foram os melhores, pelo menos no que diz respeito a música e principalmente ao Rock N'roll.
    Foi a década do Hard Rock, Kiss limpando a cara, Bon Jovi, Metallica, Megadeth, Slayer, Guns N Roses conquistando o mundo...
    aí veio os anos 90, apareceu um sujeito Kurt Cobain e acabou com a festa.

    ResponderExcluir
  7. Wow! Post diferente... Começou do futuro para o passado. Incrivel como você conseguiu retratar as mudanças do nosso mundo!

    http://cerebro-musical.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Os anos 90 foram a melhor época da minha vida! (infância!)
    Mas queria ter vividos os anos 70, a época de ouro hehe
    abraços

    ResponderExcluir
  9. Quanta coisa voa desde que eu nasci até agora.

    ResponderExcluir
  10. =D belo texto! Mas tenho uma visão diferente dos anos 90, era uma "época" onde as pessoas se preocupavam demais por serem "cabeças" e tudo estava em pauta, dos medos aos desejos, não se tinha as piriquetagens do anos 80, mas tb não era ainda tao "clena" e dinamico como os anos agora desta nova decada, estava ali no meio termo....

    Rs, gosto particular, não gosto de nada muito meio termo, prefiro as pontas, são mais perigosas, dão "nó",

    Ah! vim agradecer ao perfil pela visita ao meu blog ( ja que são muitas as pessoas que postam aqui não sei a quem me direcionar ), rs e não pense (Pensem?) que sou machista! so o necessario para me manter hetero... as tirinhas são apenas para trazer reflexões sobre o sexismo.

    =D abraços!

    ResponderExcluir
  11. é engraçado oqeu a infancia faz conosco... torna bonito e engraçado algoque muitas vezes era bem " bega" no minimo. Achqoeu temos saudades de determinadas epocas exatamente por termos saudades da infancia, os anos oitenta nao tem nada de glamourosos, com aqueles roqeuiros de cabelo de ovelhinahs e aqeueles ternos com ombreiras, mas tudo isso é esqeucido e fica gravada a memoria de brincadeiras, musicas engraçads, imagens coloridas... bem, nao condeno ninguem, tem razao... se a tua infancia estava nos naos oitenta setenta, sessenta, entao essa foi a epoca mais bonita da vida !!!!
    parabens pelo blog, vou procurar voltar pra ler de novo

    Ibere

    ResponderExcluir
  12. Cada década tem a sua magia. Eu confesso que também estou encantado com os anos 60.

    ResponderExcluir
  13. Amei a correspondência de cada década com uma fase da vida.

    ResponderExcluir
  14. meu deus esse blog e o paraiso so mulher linda..e texto com coteudo kkk!

    http://contemporaneoeindiscreto.blogspot.com

    passa la vai ser um prazer ter vc como convidada da semana com algun post

    ResponderExcluir
  15. Todas as rupturas trazem sua inércia - um desajuste, uma inovação.
    Não me apego a esteriótipos, gosto de coisas diferentes às vezes.

    abç
    Pobre Espnja

    ResponderExcluir
  16. Mais décadas virão e a sua personalidade será ainda mais colorida e interessante.

    Adorei seu blog.

    ResponderExcluir
  17. Um dos melhores blogs da Internet. Eu queria ter vivido os anos 60.

    Abraço

    ResponderExcluir
  18. Nossa...como os anos voam e a gente nem percebe!!

    Adorei o textO..d++

    Sempre virei fazer uma visitinha..BjOos

    Ha!! Passa lá tbm...

    http://expressodasgurias.blogspot.com/

    BjOos do EXPRESSO DAS GURIAS!!!

    ResponderExcluir
  19. O tempo é assim, voa..Quando me dei conta que 90 fazem 20 anos e 80 já foram 30, vi que o tempo nada mais é do que apenas um brinquedo...

    ResponderExcluir
  20. Oieee / vlw pela visitinha e coments , pasando aqui pra retribuir :)
    Gostei do Blog viu !! e do Post tmb haha eu nasci no final da decada d 80 nao curti essa epoka kkkkk ! bjinhoss e tudo de bom , volte sempre viu!!

    ResponderExcluir
  21. Realmente cada época tem seu tempo! E sempre estamos em mudança.
    Curti minha infância nos anos 90, que foi maravilhoso...
    Mas gostaria muito de ter nascido nos anos 60!
    Amei o blog, acabei de me tornar uma seguidora!
    Depois se puder da uma passadinha pelo meu blog...
    BjO

    ResponderExcluir
  22. Legal o texto.
    Mas sem dúvida os anos 80 foram os melhores, pelo menos no que diz respeito a música e principalmente ao Rock N'roll.
    Foi a década do Hard Rock, Kiss limpando a cara, Bon Jovi, Metallica, Megadeth, Slayer, Guns N Roses conquistando o mundo...
    aí veio os anos 90, apareceu um sujeito chamado Kurt Cobain com uma banda de nome Nirvana, puxou o movimento grunge e acabou com a festa do hard Rock.

    ResponderExcluir
  23. Bonito texto,com uma visão poética de cada época.

    ResponderExcluir
  24. A melhor época foi com certeza os anos 80, tive uma infância maravilhosa! As crianças de hoje são tão diferentes daquela época...
    Mas as décadas passam e só o que fica é a saudade!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  25. Helena Linda e Alvine5 de janeiro de 2010 07:51

    Belo Horizonte?? Erraram.
    Europa, meu filho!
    E U R O P A! (Lê-se éé, uh, erre, oh, pê, ah!)

    Minha Blunch predileta.
    Seu Bonde chamado Desejo é de desejos cada dia mais intensos!
    Amo essa menina. Ops. Mulher.
    Porque meiga é a moranguinho.

    Helena. Alvine.
    Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  26. sensacional esse post de verdade
    anos 90 é nois xd

    ResponderExcluir
  27. Ótima postagem. É sempre bom por a mão na consciência e recapitular o que já passou mas ficou em nossas memórias. Ainda que eu não possa ter de tantas décadas.

    ResponderExcluir
  28. Muito lindo este trabalho. Você se parece comigo quando escrevo. Continue e não fique só por um blog. Escreva um livro.
    konnie

    ResponderExcluir
  29. os anos 80 não digo que foi boa,mas foi necessaria.

    ResponderExcluir