sexta-feira, junho 24, 2011

Saco

Por Stella Benevides
Amiguinhas do Mulherices! Hoje a tia Stella está muito feliz. Sim, porque praticamente eu não vejo mais problemas no mundo ao meu redor. Tudo está resolvido, como que por encanto.

Tudo bem que eu achei meio chato o governo daquela senhora gorduchinha e de cabelo armado ter acolhido o assassino italiano como um fraterno “cumpanhêro” e ter feito o povo brasileiro passar vergonha no mundo, só pra variar.

Deixa pra lá, não importa!

Também fiquei estarrecida com o caso dos livros didáticos, que aparentemente pretendem abolir a gramática e a matemática da vida dos estudantes, talvez para que sobre mais tempo para que eles aprendam o que realmente importa hoje em dia para o MEC: que legal mesmo é ser gay, ainda que analfabeto.

Mas deixa isso pra lá também, não tem importância!

Confesso também que fico um pouquinho aborrecida ao notar que, como ninguém poderia prever, as obras para a Copa e para as Olimpíadas podem ficar na história como a maior roubalheira jamais vista por aqui. E olha que em termos de roubalheira nós somos sempre medalhistas!

Ah, mas que importância isso tem, né?

Também acho meio estranho que enquanto os bandidos assaltam e matam como nunca e a saúde pública está a droga de sempre, o governo arrecada cada vez mais impostos e ministros enriquecem da noite para o dia – e em resposta a tudo isso, vejo a juventude mobilizada por coisas realmente importantes, como o direito de fumar maconha, por exemplo.

Mas nada disso importa! O que importa mesmo é que os veneráveis políticos brasileiros, em especial os heróicos vereadores aqui da minha Terra da Garoa, conseguiram, num ato de extrema coragem, extinguir de uma vez e para sempre aquela que é, sem sombra de dúvida, a grande vilã da humanidade: a sacolinha plástica!

Fiquei realmente emocionada ao saber que agora, graças aos nossos destemidos representantes, poderei ir ao supermercado e comprar arroz, iogurte, refrigerante pet e todas as outras coisas em embalagens plásticas, mas não correrei o risco de destruir o planeta! Sim, pois o problema não é o plástico. O problema é a sacolinha, essa perversa arma de destruição em massa.

E eu que achava que utilizar sacolinhas pra colocar o lixo na rua era uma forma de reciclagem! Que burra que eu era! Agora eu sei que o certo é embrulhar o lixo naqueles sacos pretos bem grossos. Não faz mal se eles também demoram uma eternidade pra se desfazer no meio-ambiente. Porque o problema, como me ensinaram os meus sábios representantes na Câmara dos Vereadores, é ela: a sacolinha!

Agora, quando a Sandra Bridi – aquela repórter que sempre anuncia no Fantástico que o mundo vai acabar – fizer uma reportagem mostrando que as tartaruguinhas marinhas estão se engasgando com uma sacolinha plástica com a logomarca do supermercado aqui da minha esquina, eu não vou mais me sentir culpada! Vai ser culpa da minha vizinha, aquela antiecológica, que vai insistir em usá-las!

Tudo graças aos nossos valentes políticos, audaciosos como sempre, que copiaram mais uma dessas leis-marmita, que já vêm prontinhas para o cumprimento fiel das agendas mundiais. Isso! Igual a anti-fumo e outras tantas.

Mas bacana mesmo foi o prefeito, que perguntado sobre o que achava do assunto, foi enfático e cheio de atitude:

- Tá provado que prejudica o meio ambiente, tá certo. Tem que proibir mesmo!

Uau! Mas que análise profunda!

Então tá. Combinado. Prejudica o meio ambiente: proíbe! Tudo. Qualquer coisa. Faz porcaria no planeta, proíbe! Boa, prefeito.

Eu acho que devem ser proibidos os pneus. Sim! Você tem idéia do tempo que um pneu leva para se desfazer no meio ambiente? Não? Nem eu, mas tenho certeza de que é mais que uma sacolinha.

Lei anti-pneu, pronto!
Mas não é só isso.

Carros, ônibus e caminhões têm várias partes de plástico! Que horror! E as tintas que colorem suas latarias? Alguém sabe o mal que a fabricação de tintas causa ao meio ambiente? Não? Nem eu, mas sei que faz. Proíbe! Aliás, também tem a poluição causada pelos motores, não tem? Prejudica o meio ambiente, né prefeito?

Pronto, decidido: voltamos às carroças!
Não, não! Carroça feita de madeira? Derrubar árvores? Nem pensar, meu prefeito não deixa!

Vamos a pé.
Vamos a pé, mas descalços, porque sola de sapato deve ficar séculos emporcalhando o meio ambiente, pior que sacolinha. Mas vamos durante o dia, porque luz elétrica já era: nem pensar em usinas pra produzir eletricidade. Lanternas também não teremos mais. Você sabe o que as pilhas provocam, não sabe? Meu prefeito sabe e vai fazer uma lei anti-pilha, tenho certeza.

Vamos, vamos lá, gente, todos juntos.
Pra onde?
Ué, pras montanhas, pro mato! Viveremos lá, comendo capim, saudando o Deus Sol e a Deusa Lua. Sem celular, sem latinhas de cerveja, sem escova de dente. Sem chapinha, sem depilação. Pelados e felizes.

(Ok, prefeito: o senhor não precisa ficar pelado, tá?)

Passaremos as noites de lua cheia em volta da fogueira. Ó, que lindo! Mas, pensando bem, melhor não ter fogueira. Fumaça polui, né? Então. Já desinventamos a roda, vamos esquecer também como se faz fogo. Logo vamos entrar nas cavernas, subir nas árvores. Ficaremos peludos e começaremos a nos comunicar por meia dúzia de grunhidos. E nossos polegares, aos poucos, deixarão de ser opositores.

Pronto.
Fim.

A natureza provavelmente vai tentar de novo.
Dessa vez, talvez com as formigas. Ou as abelhas.

Ei, Darwin!
Por essa você não esperava, né?

27 comentários:

  1. Parabéns! Nada como um texto inteligente e bem escrito. Amei a ironia!

    ResponderExcluir
  2. Stella,

    Eu não sei nem o que comentar diante de um texto desse. Ele não precisa de comentários, fala por si só... EXCEPCIONAL! Merecia ser publicado numa coluna dessas de algum famoso que finge que escreve pra algum jornal de grande circulação, porque é espetacular essa crítica!

    E vou além: além das sacolinhas, deveria proibir o voto, porque ele faz muito mal ao Brasil e ao mundo. As pessoas ainda não entenderam que a tecla verde da urna eletrônica não é um botão de dar descarga na privada, ecologicamente correto, por isso na cor verde!

    Abração

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto, realmente essas malditas sacolinhas quando forem definitivamente extinguidas o planeta estará a salvo.

    =D

    ResponderExcluir
  4. Quanta coisa errada né? Eles tem poder para fazer o melhor pelo país. Tudo bem que não seja todo dia mas ao menos uma coisa que valha a pena por semana faria uma super mudança em quatro anos. Mas, parece que o país joga rios de recursos no lixo. Triste, mas é fato. Gostei da sua crítica ao comentário do prefeito de São Paulo. ...hihihi...

    Grande abraço!

    http://neowellblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Hehehehe, adorei, Stella! Emboramente, como diria Odorico, nossos erros de fato não justifiquem outros. Sabe aquela história de que não dá pra começar de novo e fazer novo início, mas a partir de agora inventar um novo fim? Clichezão, mas verdade. Obviamente há dois trilhares de coisas poluentes e biodesagradáveis :-), e proibir as sacolinhas não resolve, mas melhora. Até porque não adianta sapecar uma proibição em série, tem de ser aos poucos. Já evoluímos muitíssimo e há bastante gente realizando projetos legais. É pouco? pouquitinho, mas melhor do que menos e menos seria melhor que nada. Aquela máxima do beija-flor: uma aguinha de nada, tadinho, mas ele está pelo menos fazendo a sua parte. Professores veem isso em sala de aula: pedimos silêncio, porém ninguém faz, alegando que o outro está falando. Argumento que é só cada um fazer primeiro, sem se preocupar com o outro, e no fim todo mundo terá calado a boca porque terá feito a sua parte. É o único jeito de não terminarmos todos pelados e apocalipticamente infelizes :-): irmos aos bocaditos, ainda que comecemos pelas coitadas das sacolinhas. Todo mundo usa, então é um bom começo. Obriga a mobilização de 100% da população... não há desculpa para ninguém. :-) Beijíssimos e parabéns pela excelente escrita! Poucas vezes a gente sai de um blog e diz: dá gosto de ler! Foi um prazer ter estado aqui!

    ResponderExcluir
  6. Muito boa a crítica, concordo com você, mas fazer o que né? Esse é o Brasil =/

    http://azizefashion.blogspot.com/2011/06/tutoriais-de-lencos-pashminas-e.html
    .
    sorteio
    .
    Quando 300 pessoas curtirem a page do facebook, terá sorteio no blog @AzizeFashion http://t.co/quyv5qX" (Ao chegar em 100 direi o prêmio)

    ResponderExcluir
  7. TEM UM SELO NO MEU BLOG PRA VOCÊ. PEGUE-O: É UMA ORDEM! RSRSRSRS


    http://thebigdogtales.blogspot.com/2011/06/homenagem-do-hnsc-para-mim-e-para-voces.html

    ResponderExcluir
  8. Eu adoooorei!
    Muito bom o post, e ótima leitura
    adorei conhecer seu blog!

    Um beijo

    http://joycebc.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Stella n]ao há o que comentar seu texto está perfeito.
    No meio de tanta coisa são as sacolinhas dos supermercados que estão acabando com o planeta né!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. estava com saudades da stellinha. pq demora tanto pra escrever??? beijos e mais beijos...

    ResponderExcluir
  11. E mais uma vez Stellinha tira as palavras da minha boca!! Ela também já tá bem de saco cheio dessas reclamações imbecis e desses argumentos incompletos... Parabéns a todas do Mulherices!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Stellinha, eu lhe babo totalmente.
    Foda, viu. Muito.

    ResponderExcluir
  13. Eu nunca vi ninguém expor tão bem a realidade vivida aqui no Brasil! Parabéns você é FODA!

    ResponderExcluir
  14. muito bom mesmo muita maturidade passa lá no meu

    http://desocupadosalheios.blogspot.com/

    humor do cotidiando tudo que acontece de engraçado na sua vida HSAUSAHASUAHSSAUHASUASSA

    ResponderExcluir
  15. Muito show seu blog, estou seguindo
    passa la no meu e se der segue
    http://linekerpablo.blogspot.com/2011/06/ralf-o-paredao-do-meio-de-campo-do.html

    ResponderExcluir
  16. Parabens pelo blog. Vc escreve muito bem. Excelente.

    ResponderExcluir
  17. adorei o seu post! essa onda politicamente correta e nada congruente realmente já está começando a encher a paciência...
    convido-a para visitar a minha loja de bijoux online http://www.filippaagnella.com/
    Abçs! :)

    ResponderExcluir
  18. Muito bom esse assunto... Também sempre fiquei indignada com uns amigos "pseudo-ambientalistas" que fazem cara feia se eu não levo pro mercado as sacolas ecológicas, mas que compram saco de lixo e colocam dentro delas. Faz sentido?

    PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  19. Parabéns por mais esse texto. A própria reação de todos que aqui já comentaram, dispensa quaisquer palavras a mais. Um beijo no coração.

    ResponderExcluir
  20. TEM UM SELO PARA VOCÊ LÁ NO MEU BLOG. PASSA LÁ PRA BUSCAR. E NÃO É UM PEDIDO: É UMA ORDEM!


    http://thebigdogtales.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Uaaauuu não sou a única a achar essa idéia de proibir sacolinhas plásticas (por um momento já estava imaginando que eu era uma alienígena). Então tá..eu trago as minhas compras numa caixa...e o lixo da minha casa? Jogo nessa mesma caixa? Não? Ahhh tenho que comprar saco de lixo? Preto? hauahuahauaha....adorei Stella! Sem falar que eles iam ter que dar curso pra gente fazer aquela dobradura de jornal pra colocar na lixeira...tá booo...eu sei, vou ter comprar aquelas lixeiras plásticas tipo cesto pra colocar essa dobradura de jornal...é pq a minha lixeira que foi pensada pra encaixar uma sacolinha plástica eu pra que agora? Para plantar uma planta né? isso? Viajei....hauhauahau!

    ResponderExcluir
  22. demais!!!!! mt bem redigido, minha primeira visita ao blog e já virei fã! Divulguei ate no meu facebook hehe beijao e parabes!

    ResponderExcluir
  23. Começou meio 'direitista' recalcada e terminou bem.

    ResponderExcluir
  24. Nossa! Texto fantástico!

    Stella, sou uma estudante de medicina carioca de 22 anos e descobri o blog por acaso quando estava estudando coisas médicas pela internet.
    Perdi algumas horas de estudo lendo o blog e, principalmente, seus textos. Penso muito igual a você, mesmo sendo a minoria entre o povo desse planeta, dessa galáxia...

    Blog inteligente, com a pitada certa de sarcasmo e bom humor!

    PARABÉNS A TODOS!

    ResponderExcluir