sexta-feira, novembro 12, 2010

Ateus e a-toas

Por Lilian Buzzetto
Outro dia, numa rádio [pirata, que atrapalhava minha coleta de informações sobre o Campeonato Brasileiro], escutei um cidadão bradar que o mundo estava uma desgraceira por conta do crescente número de Ateus. O moço disse, com todas as letras, que quem não acredita em Deus não tem freio moral e por isso é pré-projeto de delinqüente.

Sou católica-apostólica-romana de criação, muito crente em Deus [mas pouco temente] e, ainda assim, sinto-me OBRIGADA a chiar. Desconfio que Ateus e Atéias são uma forma mais evoluída de vida. Eles têm que ser. É a única explicação.


Tenho certeza quase absoluta que eu – um ser subdesenvolvido emocional, espiritual e energeticamente – não seria capaz de deixar com os dentes no lugar um pentelho que surgisse com a piadinha “Ateu, graças a Deus, né?”. E certamente, alguém não sobreviveria se eu fosse atéia e ouvisse: “Mas, por que você não gosta de Deus?”

É necessário muito freio moral – ABS nas quatro rodas e no estepe – para não partir a cara dos religiosos fanáticos e engraçadinhos que passam pelo caminho dos que afirmam não crer no mesmo amiguinho imaginário.


Acho que todos já vimos coisas do tipo:

Pessoa 1) Cuido de cachorrinhos, ajudo velhinhas e faço trabalho voluntário com crianças carentes na periferia de Jurupoca do Sul. Ah, sou ateu. [– Ateu??? O senhor vai pro inferno, que pouca vergonha. Blá,blá... ensinamentos de Jesus. Blá, blá... amar o próximo.]


Pessoa 2) Sou ex-detento, ex-estuprador, ex-assassino, ex-ladrão-de-pirulito, ex-drogado, ex-prostituído, ex-Cristiane F., ex-membro da SS nazista e ex-tocador de acordeom. Mas, me converti. [– Irmããããão!!!]


Aposquintosdosinfernos! Se tivesse que lidar com isso, já teria arrumado umas doze explicações racionais para me tornar uma assassina em série. De novo, ateus e atéias me parecem gente com muito, mas muito freio moral.


É incrível como detalhezinhos parecem ser capazes de cegar alguns. Tem gente que, se vê / lê / ouve / deduz / infere / imagina uma palavrinha que denote descrença no seu Deus – no meio de um discurso de 9 horas a lá Fidel Castro – não presta atenção em mais nada. E não apenas a falta de crença incomoda: experimenta dizer “um-ban-da” perto de uns ignóbeis por aí. A partir desse momento, o desinfeliz fica martelando formas de criticar e desqualificar o pecador. Ou pior – imagina formas de convertê-lo e salvá-lo. É para enfiar cinco dedos na orelha e outros cinco no... deixa para lá.


E, estranhamente, embora digam as “boas” línguas que os ateus são o mal do mundo, não são eles que tornam meu dia pior. Não me lembro de ter sido arrancada da cama às sete da manhã de Domingo para ouvir sermão de uma Testemunha contra Jeová. Nunca tive minha leitura interrompida por um ateu desagradável se esgoelando no trem com a Barsa embaixo do braço. Nos arredores de casa, nenhum descrente construiu um templo de onde tenta se comunicar com outras civilizações no cosmos através de potentes auto-falantes. Desconheço rádios ateístas piratas.


O problema do religioso fervoroso, para mim, é que ele não se conforma com o diferente e leva a sério demais aquela parte da Bíblia que diz para catequizar, arrebanhar ou algo do gênero. Quase todos já escutamos algo para nosso bem, em nome de Deus [mesmo que ninguém apresente a procuração], mas nunca em toda minha existência, alguém me abordou dizendo: “Ei, isso é um crucifixo? Tsc, tsc. O ateísmo é uma doutrina filosó...”

Cada um acredita no que quiser. Eu creio em um Papai do Céu gente boa. Tem gente que crê em alienígenas que lêem pensamentos e usam papel alumínio na cabeça. E tem gente que deixou Deus pra trás junto com Papai Noel. E não podemos ter certeza sequer da (in)sanidade dos que vêem homenzinhos verdes...

Claro que existem ateus sem caráter. Na mesma proporção em que há religiosos e agnósticos sem caráter. Em qualquer grupo há gente boazinha e gente pé-no-saco [e em todas as categorias, há muito mais gente pé no saco – eu acho]. Mas, se fosse para generalizar, eu preferiria viver num mundo só com essas pessoas que discordam de mim e duvidam do meu Deus – silenciosamente.

82 comentários:

  1. Lillian, postei no blog outro dia um texto chamado Ser ateu, com orgulho. Expressa minha alegria depois q eu assumi o óbvio, de constatar q eu era a mesma pessoa ética e pagadora de impostos de sempre.
    Venha vc tb para o mundo de Marlboro, quer dizer, do orgulho agnóstico.
    Parabéns pelo texto
    Teu fã (e da sua mãe tb...)
    @hugopt

    ResponderExcluir
  2. Realmente... Chato não religião, raça, nacionalidade, time. É chato e pronto.

    ResponderExcluir
  3. Eu assitia ao programa quando o apresentador disse aquelas barbaridades. Sei que ele não prima pelo intelecto, mas não esperava ouvir aquilo nem mesmo dele. Enfim, um idiota apenas.
    Parabéns pela indignação que resultou nesse texto.

    ResponderExcluir
  4. eu mesmo acredito e não acredito que Deus exista, (como assim?) Acredito que "Deus" seja um estado espiritual que qualquer um pode alcançar a partir de várias reencarnações, se purificando, ganhando conhecimentos através das vidas. É engraçado ver a reação quando perguntam se "tenho Deus em minha vida" respondo: "uma dia pretendo"

    ResponderExcluir
  5. Acho que não só na religião, mas qualquer pessoa que não respeite o modo de viver alheio e começe dizer isso demais ou tentar mudar o pensamento de modo forçado de torna chata! Nesse departamento, também acha ridícula a imensa devoção pelo futebol e quem leva política sério demais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Bom dia!
    Lilian, amei seu texto!
    Sou agnóstica e levei anos pra assumir publicamente, pois quando eu questionava e ainda questiono as pessoas que me torram o saco querendo me evangelizar, elas ficam escandalizadas como seu eu fosse o próprio capeta, inclusive as pessoas da família.
    Ainda ontem fui aconselhada a procurar um centro espírita...kkk
    Hoje já sou um "pouquinho" compreendida.
    Quando sou abordada por testemunhas de Jeová, digo,já tenho minha igreja, frequento terreiro de Umbanda, acaba o assunto.rs
    Me parece que eles tem medo.
    Bjo!

    ResponderExcluir
  7. è tudo chato essas coisas de religiao , odeio por isso que ate agora naum me define em nada.

    ResponderExcluir
  8. abraços! ;]
    http://www.meninodepredio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito do seu texto, Lílian, até porque sou ateu e você tocou na ferida que muitos de nós reclamam dos crentes: a catequização e demonização da crença, ou no caso, descrença alheia.

    Reconheço que muitos ateus não tem caráter algum ou são pseudo-ateus, aqueles adolescentes que estão na 8ª série e só porque leram Nietzsche já se acham ateus. De fato, o ateísmo não tem nenhum método de "descatequizar", ou um templo, ou outras coisas do tipo porque somos pessoas que atingimos esse grau intelectual — que não é superior, nem inferior ao de um crente — por trabalho e esforço próprio. Gostei bastante do que escreveu, e lhe dou os parabéns.

    Beijão

    ResponderExcluir
  10. Texto porreta!!!
    Coisa muito complicada esse papo de religião, não consegui ainda me definir.
    O que é certo - esses fanáticos seja de que lado for, são uns pé no saco - xô!!!
    Sou feliz porisso estou aqui, nesse planeta, nesse universo, nesse mundo.
    É isso!!! (eu acho, by Lilian)

    ResponderExcluir
  11. Se há algo que me incomoda veramente são pessoas que querem mudar as crenças e pensamentos de outras pessoas.
    Nada mais irritante quando encontro certos religiosos na rua e me param por horas para falar sobre a palavra de Deus, não que eu não creia.
    Creio sim, mas quando digo que sou espírita...
    tudo muda...
    não me deixam em paz enquanto não pegar uma dúzia de folhetos falando sobre um milhão de versículos da Bíblia.
    Cada um tem sua idéia e resolve seguir no que acredita.
    Não há como discutir sobre o assunto porque não se chega a lugar algum.

    Muito bom o texto Lílian!

    ResponderExcluir
  12. Como sempre, adorando e concordando com tudo, sou uma pessoa que ainda nem sabe em que acredita, a única coisa que eu tenho certeza, é que a fé faz milagres, não importa em que, ter fé ajuda qualquer um, seja fé em Deus, no Buda, em Alá, na minha mãe, no E.T... é importante acreditar em alguma coisa. Odeio discutir religião, e qualquer outra opção que seja pessoal e "intransferível", cada um tem a sua, e respeite a dos outros.
    Adorei Lilian
    Parabéns como sempre.

    ResponderExcluir
  13. O que tenho a dizer é: a proporção de ateus e religiosos (seja qual for a dita cuja) é a mesma.
    Existem pessoas boas e ruins em tudo que é lugar.
    Eu sigo a minha religião, e diferente de muita gente que segue a mesma "doutrina" que eu, JAMAIS vou impor nada. Respeitar a opinião de cada um é o primeiro passo para ter a propria opinião respeitada.
    É isso.

    ResponderExcluir
  14. Sou batizada no catolicismo mas,não me considero uma "católica".Não sigo os dogmas da igreja e nem de nenhuma religião.Porém,não sou descrente e tenho um imenso respeito por várias crenças.Fico,imensamente emocionada no Círio de Nazaré em minha cidade,vivencio a festa em sua plenitude.Admiro e respeito muito Chico Xavier e várias correntes do espiritismo.Tenho verdadeiro horror de mercenários da fé q exploram a boa fé de pessoas humildes.Sou contra todo o tipo de radicalismo e fanatismo religioso.Admiro pessoas q se dedicam com amor ao próximo não importa a sua religião,como por exemplo,irmã Dulce,Chico Xavier, Zilda Arns entre outros.Não aceito q pessoas,por pertencerem a determinada religião se sintam "escolhidas" "especiais" Para mim,não passam de uns FDPs arrogantes e prepotentes...é isso.

    Eva_hewson

    ResponderExcluir
  15. Antes de mais nada, adoro pessoas que pensam, e pra mim, você é uma delas.

    Sou católica de nascimento e tornei-me "atéia convertida" assim que meus 2 neurônios se falaram pela primeira vez.
    Gente ruim, tem em todo lugar. Gente para ser salva, eu já tenho minhas dúvidas.

    Isso é o que mais irrita nos religiosos fanáticos: eles se consideram o povo de Deus...os ungidos...os únicos que serão salvos. Eu espero mesmo que eles sejam salvos logo, pra irem embora morar com Jesus e deixar a gente aqui, sem ninguém batendo na porta sábado de manhã.

    Excelente texto, como sempre, D.Lilian.

    ResponderExcluir
  16. O que eu mais curti no seu texto, foi a sintonia fina entre o que você escreve, o que eu escrevi e o que eu penso a respeito. Sou ateu com orgulho e me orgulho mais ainda de estar longe dessa gente fervorosa e escandalosa que tenta fazer a gente engolir suas crenças a qualquer custo.
    Sério, prefiro ser o demônio em suas visões a sofrer de indigestão religiosa.

    ResponderExcluir
  17. voltaram em grande estilo.. parabéns.

    ResponderExcluir
  18. Atenção ao novo acordo ortográfico, texto bom, mas as escolhas lexicais têm uma carga preconceituosa muito forte, a aparente imparcialidade do texto fica prejudicada por tais escolhas.

    ResponderExcluir
  19. parabens pelo seu post!!!queria que outras pessoas pensassem como vc, porque sou agnóstica, tenho lá minhas dúvidas sobre a existência de Deus, mas tem vários amigos meus que são ateus e sofrem com preconceito!
    parabens mesmo!
    vou te seguir, se quiser, acesse meus blogs http://artegrotesca.blogspot.com e http://denisirenia.blogspot.com
    bjus

    ResponderExcluir
  20. Concordo com muuuita coisa q vc escreveu aê!

    ResponderExcluir
  21. Qualquer dia te conto a história do "se Deus quiser vai, se não quiser, a lagoa tá ali"..
    \o/

    ResponderExcluir
  22. Os fanáticos são os chatos de carteirinha em qualquer que seja o tema. Mas os fanáticos reliogiosos são aqueles que acham que somente a sua religião salva a alma, e detesto isso, razão pela qual faz uns 9 anos que não vou a uma missa, e sinceramente, Deus continua olhando e muito por mim. As pessoas se esquecem que não foi Deus que escreveu a bíblia ou criou as religiõs e se acham no direito de serem os juízes dos que só querem viver com ou sem suas crenças... Por mim, cada um pode acreditar até no coisa ruim, desde que me permita acreditar e viver a fé que eu quiser.
    Parabéns pelo texto Lilian.
    Parabéns também a trupe do mulherice, muito bom vir aqui ler e rasgar o verbo com essas coisas que nos engasgam.
    Quando é o próximo texto?

    ResponderExcluir
  23. Gostei do assunto...O Amor a Deus está na prática de suas atitudes diárias...e de preferência que elas sejam boas...pois caso contrário nada vai adiantar a missa dos fervorosos todos os sábados e ou domingos.

    ResponderExcluir
  24. Pois é Lilian, ateus geralmente não são chatos. Eu tenho minha crença e ponto, ela é minha e não preciso ficar balançando bandeiras e metendo goela abaixo dos outros como vejo acontecer no meu trabalho... é foda viu!!!
    Adorei o texto arrobinha!!!
    Beijão
    Edilene

    ResponderExcluir
  25. A humanidade está em um estágio retrógrado da evolução e inapta para discussões desse tipo. Teorias especulativas são vomitadas por uma quantidade irritante de acéfalos ignóbeis.

    Viva Crowley!

    Bjo do escroto!

    Prof. Janderson Council
    jandersoncouncil@gmail.com
    www.blogdoescroto.wordpress.com
    @blogdoescroto

    ResponderExcluir
  26. eu sou cristã, frequento a igreja evangélica (Batista) porque é lá que me sinto bem e acredito que Jesus é o único e suficiente salvador. Além disso, sou jornalista e trabalho numa revista evangélica.
    Realmente o que você fala é verdade. Atualmente tenho a missão de entrevistar Guilherme de Pádua. Sim, o que matou a moça lá. Parece que o cara agora é de Deus. Bem, vamo que vamo.
    Mas no meu dia a dia no trabalho tenho realmente visto isso que você fala. A satanização de que bebe cerveja, fuma, vai pra balada ou, principalmente, gosta de pessoas do mesmo sexo. Aí é inferno na certa. Mas pastores que ficam pedindo dinheiro no púlpito alegando que se o fiel não der vai pro Inferno, isso pode.
    Bem, é o mundo que temos, eu não acredito que o meu Deus, legal e bonzinho, queira 100 ou 200 reais pra salvar a alma da pessoa.

    ResponderExcluir
  27. Captei ;) E concordo com tudo, apesar de não ser ateu, me simpatizo muito com eles.

    ResponderExcluir
  28. Lilian seu texto é bom... Bem escrito e bem claro nas idéias. Eu não concordo com muitas partes dele, mas eu não sou o dono da verdade. E vc é dona apenas da sua verdade, e se a gente for desse jeito tendo as nossas verdades sem querer impo-las aos outros, com certeza tudo vai melhorar muito no mundo.
    Eu gosto de ver textos iguais ao seu porque abre um leque de idéias diferentes das nossas e a gente pode pensar sobre os assuntos.
    Parabens pelo blog e pelas suas postagens.

    http://amansim.blogspot.com/
    Me visita lá!

    ResponderExcluir
  29. Texto muito bem escrito!
    Parabéns pelo blog!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  30. Acho que é por isso que o mundo está de cabeça pro ar, por terem muitas pessoas ateus.

    ResponderExcluir
  31. Muito bacana a forma que você tratou nessa postagem um tema tão polêmico.
    Acredito sim em Deus, porém tenho reservas ao fanatismo religioso.
    Muitos querer forçadamente catequizar e em vida condenam aqueles que não defendem a mesma doutrina ao inferno.
    Que o bom Deus tenha compaixão e dê esclarecimento aos que se acham donos da palavra e que falam de amor apenas da boca pra fora.
    Num país por excelência da mestiçagem, viva a diversidade religiosa.

    Parabéns pelo blog e pelo uso desse espaço.
    Abração amigo do "Calcanhar" aqui.

    ResponderExcluir
  32. Adorei!!!
    ótimas palavras, ótimo ponto de vista...
    Gostei daqui... mais uma vez parabens!
    ^^

    pontasequinas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Isso me lembra o filme "Fé demais não cheira bem".
    Pessoas do bem e do mal existem em todos os segmentos da sociedade.
    Um bom feriado.

    ResponderExcluir
  34. Acredito que primeiramente devemos respeitar o outro, já fui evangélico e nunca obriguei a ninguém a pensar da mesma forma que eu. E na época tinha amigos ( ainda tenho) de todos os credos e não credos. Um dia um amigo quase me batia pq disse que as vezes me pergunto sobre a existência de Deus e comparar Jesus Cristo com Buda. Acho saudável sim questionar sobre Deus, pq não posso? Creio que o mundo seria bem melhor sem fanatismo e livre de qualquer ideologia, pois ninguém é obrigado a pensar como eu, como você!

    ResponderExcluir
  35. as vezes a gente tem a impressão que o mundo está andando pra trás.
    o crescimento do fanatismo religioso, não só mulçumano, mas principalmente cristão, é algo assustador.
    adota-se uma religião e carimba-se de demônio todo mundo que a ela nao pertence.
    que coisa mais ogra.

    ResponderExcluir
  36. Desculpe a força da expressão (por isso vou usar sigla), mas PQP, mó tempão que não leio algo tão bom na blogosfera! Não tem como não seguir!

    ResponderExcluir
  37. Sempre tive uma maior aproximação com a Igreja Católica, desde meu colégio e até tendo parentes diáconos. Tbm tenho parentes de outras religiões e confesso que me identifico + com a católica mesmo não indo com tanta frequência como antes.

    Seu texto está muito bom de verdade, parabéns pelo espaço e tudo de bom

    ResponderExcluir
  38. O último parágrafo do texto foi demais! Odeio gente pá-no-saco e que discordem de boca fechada sobre mim. Nossa, eu cansei de procurar república bacana. É quase como achar diamante dando sopa em calçada de Minas. ...rsrsrs...
    Adoro esse blog! Sobre isso de religiosos enchendo o saco, tem um padre perto da minha república que viciou no microfone e agora deu pra fazer papel de relógio. O sino da igreja não basta, aquela ideia de que missa é dentro da igreja já era, agora o padre faz no megafone da igreja e a ideia pegou em outra religião e meus ouvidos de vizinho que aguente. ...aiaiai...
    Mas, adorei seu post, está muito em voga! ^-^ Há em época de tudo moderno estou cozinhando, lavando roupa, limpando casa muito bem! Vou me mudar de bairro, estou incomodado com o barulho! Pode mais quem tem atitude! ...hahaha...

    Grande abraço! =)

    http://neowellblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  39. Nossa! Adorei o blog!! Parabéns.
    Te seguindo.

    Se quiser, aparece no meu:
    http://ocotidianodecadadia.blogspot.com/

    Bjsss

    ResponderExcluir
  40. Muito bom o seu blog. EStou fazendo uma retribuição a sua visita ao meu deixando elogio a minha matéria sobre os ônibus de jf.
    Enfim... precisando de ajuda.
    indo ao seu texto...
    Realmente eu concordo com algumas partes, discordo de muitas.
    Mas o que me enche o saco não mais do que os religiosos fanáticos são os ateus que creem no diabo, ou então que tem raiva de Deus.
    SE você não crê em algo, simplesmente não crê e acabou.Ponto, fim.
    Eu tenho uma visao diferente disso tudo. pra mim isso é só mais um motivo pro povo se dividir e mais um motivo para discutir.
    Sou cristã evangélica (o que para muitos é sinônimo de fanatismo) mas todos que me conhecem tem uma visão diferente de mim e enxergam um outro ponto de vista da minha religiao.
    enfim... deveriamos diminuir os motivos para brigar e não ficar enfiando Deus...ou o apelidando de amiguinho imaginário.

    ResponderExcluir
  41. ah se tiver algo a dizer a respeito, ou em relação a ajuda no blog: só dizer.
    seayldecamo@gmail.com

    ResponderExcluir
  42. Textinho genial hein moça. Adorei.

    ResponderExcluir
  43. "(...)Católico, evangélico, budista, macumbeiro, corintiano, espírita ou ateu...
    Todo mundo busca a paz interna tamo aqui pra ser lanterna foi assim que ele escreveu!
    Palavras e palavras e palavras...
    e ainda acham que o deus do outro não pode ser meu!(...)"


    Ficou otima a cara nova do mulherice!


    http://www.vagalume.com.br/o-teatro-magico/o-tudo-e-uma-coisa-so.html#ixzz15V76paH8

    ResponderExcluir
  44. sou Deista
    tenho amigos católicos, espiritas e evangélicos
    mas meus melhores amigos são ateus
    e não são pessoas ruins por causa disso
    são melhores que mtos pastores e padres que tem por ae

    ResponderExcluir
  45. não tenho nada contra eles,
    cada um tem o seu religião,
    eu respeito todas as religião,
    cada um na sua so.

    ResponderExcluir
  46. Hello little girls, captei a vossa mensagem. É preciso lê-lo todo para entrar no cerne da coisa. Sou evangélico, ou como alguns gostam de dizer, católico-apostólico, romano NÃO!!!.

    Realmente o maior problema não são os descrentes ou ateus, mas os fanáticos com suas crenças e pressupostos que, não respeitando o espaço alheio, tentam empurrar goela a baixo nos outros tudo aquilo que eles creem ser a verdade absoluta.

    Como cristão, creio que Jesus é Deus, o único caminho para Deus (ÚNICO!!! ELE MESMO DISSE), mas respeito as diferenças religiosas, aquilo em que as pessoas creem. Mas evangelizar como Jesus nos ordenou é uma tarefa delicada, pois entramos em contraste com o que as pessoas creem, e quando dizemos que Jesus é o único caminho para que o ser humano se chegue a Deus, para a maioria das pessoas que não são cristãs soa como imposição religiosa e prepotência.

    Gostei do texto. Parabéns.

    ResponderExcluir
  47. Adorei o post!
    Eu acho que é assim, cada um com sua religião. Com certeza esse fator foi motivo de muitos conflitos, mas acho que as pessoas tem que entender: cada um com sua cultura/crença, se não gosta, fica longe, se tanto faz, faz amizade e continua normal, sabe? É que nem preconceito racial... não vá tentar matar uma pessoa por causa da cor, ou religião. Apenas evite... acho esses conflitos muito desnecessários.
    E aquele exemplo que você deu, sobre pessoas que depois que dizem que são ateus são xingadas e tals, pq não acreditam em Deus, realmente acontece. Mas acho idiota.
    Adorei o post, diferente do que já vi ;)
    Parabéns, bem completo também! :D

    ResponderExcluir
  48. É isso que eu mais odeio nos crentes fanáticos, exatamente tudo o que você disse. Um dia um amigo me vira e diz: "Tem um ex-satanista na minha igreja. Ele diz que já fez rituais com crianças, as esquartejou e as comeu, mas percebeu como isso é errado e agora é seguidor do nosso Senhor. Que Deus salve a alma dele!" PORRA. Isso depois de várias discussões comigo sobre como eu tenho muitas possibilidade de ir pro inferno por ser ateu...

    Acho que, no fim, por não se saber ao certo se Deus existe, para os crentes, ou se não existe, para os ateus, o caminho é mesmo o ceticismo. Cada um acredita no que quiser sem impor sua "lógica" a mais ninguém.

    Abraço! ;)

    http://anpulheta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  49. A minha fé é a minha verdade. A tua fé, é a tua verdade. E nem sempre as verdades são iguais, mas é necessário que ambas sejam respeitadas. Parabéns e como sempre, um ótimo texto

    ResponderExcluir
  50. falar de fé é muito complexo... pq vai desde crenças ensinadas desde pequenos, até provas espirituais pessoais.
    o fanatismo não leva ngm a lugar algum, moderação éma chave para tudo.
    e quanto aos ateus, não vejo muita explicação pra essa escolha, sei lá, acho q é por não se encaixar em nenhuma religião, é uma válvula de escape pra quem prefere não se meter em religião, por não gostar ou simplesmente por não entender as coisas abstratas da fé - tal como a própria fé.
    mas como no comentário de cima, verdades são relativas!

    ;*

    bom blog!

    ResponderExcluir
  51. Lilian, ótimo post. Perfect!

    Por isso sempre digo: "O problema da humanidade não é a falta de Deus no coração, mas o excesso de RELIGIÃO na cabeça!"

    ResponderExcluir
  52. Esse preconceito com os ateus é inflamado por pessoas como o estúpido do Datena, que atribui a pessoas "sem Deus no coração" qualquer crime mais bárbaro ou chocante.

    Acreditar ou não na existência de uma entidade superior não te faz uma pessoa melhor ou pior, como você lida com aqueles que tem crenças diferentes da sua é o que importa.

    Gostei muito do seu texto Lilian

    ResponderExcluir
  53. Fanatismo não leva a lugar nenhum, a não ser ao patamar de chato e inconveniente. Já o respeito sim permite não apenas a convivência, mas também o conhecimento de algo mesmo que não concordemos ou adotemos como filosofia de vida. Além de nos manter no patamar dos legais! hahahah
    Bravo mais uma vez, Lilian!
    Beijos
    @TalithaMesquita

    ResponderExcluir
  54. Acho que independente de qualquer religião, credo, fé, ou algo do gênero você tem que ter conhecimento sobre o que fala e faz, práticas leigas a respeito de qualquer crença só leva pessoas como esta em seu texto a falarem abobrinhas a qualquer um que tenha um ouvido a escutar. Indignar-se é justo, mas creio eu que o que estas pessoas realmente querem é confundir a mente de outras, então quanto menos crédito se der ao pronunciamento destas pessoas menos o assunto é levado à frente e menos se falaria a respeito da descrença. Mas no fim de tudo, cada um tem sua opinião e é livre para expressá-la cabe a quem ouvir aceitar ou não.

    Grande Abraço.

    www.bloginoportuno.blogspot.com

    Bons Ventos!!

    ResponderExcluir
  55. Irmã, vc me converteu. acredito em você agora. aleluia. @henriquerdyas mode on.

    ResponderExcluir
  56. minha religião é blogar, perco um tempo danado e naum ganho porra nenhuma
    gostei do seu blog ja estou te seguindo se quiser me siga la no meu tb

    http://lukelandia.blogspot.com/
    abçs

    ResponderExcluir
  57. Olá Lilian, é um prazer ter vc por lá, e sim, espero d alguma forma somar, pois bem ... Foi 1 desabafo seu post, + relaxe.. realmente existem coisas q nos tiram do sério, pois fez bem .. Apesar do meu Blog ser voltado a Palavra de DEUS, particularmente tbm n sou a favor da guerra das religiões, sei q ñ foi posto 1a religiao a seguir, e sim, ensinamentos! rs, serei breve, pq eu faaaalo mt .. + enfim a vida d 1a pessoa vale 1 alto preço, levei 26 anos p entender o valor d 1a vida .. o tal livro da capa preta tem resposta p tudo, acredite, venho fuçando a kda dia, pelo pouco conhecimento q obtive nele, fico triste sim, pelas pessoas fanáticas ambulantes ao nosso redor, + lembre-se: as pessoas são falhas! As pessoas são facilmente manipuladas! P/ finalizar, compartilho isto: P/mts o conhecimento é poder, p poucos o conhecimento é VIVER ... Espero q 1 dia vc m chame no canto e diga: "Agora entendi oq vc quiz dizer" ... rs, bjs e fq cm DEUS, td d bom p vc .. até a próx.

    ResponderExcluir
  58. Assunto complicado para debater. Porém, intolerantes são descartáveis, em qualquer segmento da sociedade. Isso acontece na religião, no esporte, na política, etc e etc.
    Ser Ateu, Acreditar em Deus, ou ser católico, espírita, evangélico, muçulmano ou seja lá que religião fôr, que cada um tenha a sua fé e faça o bem. Só isso é mais do que suficiente.

    ResponderExcluir
  59. Quando vi tinha 66 palpites, então para não parecer coisa do capeta, e esse me dá medo de verdade, escrevi rapidamente 67, ok?!
    Não importa qual Deus, se é Alá ou seja quem for, importa a fé, ou a ausência dela. Mas como cada um nasceu como uma vida, é bom que cuide-se dela e não da dos outros. Não é?!

    ResponderExcluir
  60. Queria titia arroba, sou apaixonado pelo modo como você escreve !
    Compartilho dos mesmos argumentos que foram apresentados em seu texto, e acho importantíssimo espalhar esses argumentos na tentativa de abrir a mente dessas criaturas que perdoam quem faz de tudo - até matar - em nome do seu Deus.
    Excelente texto ! Fico feliz por tê-lo lido ! =D

    ResponderExcluir
  61. EeEeEeEeEeEeEeEeE

    \0/ \o/ \0/ \o/ \õ/ \ô/

    Adoro os assuntos dos seus textos Lilian!
    Polêmicos bem escritos, como seu texto dos fumantes que adoreiiiiii e gerou discussões ferrenhas de seus admiradores, alguns secretos, como um aí em cima que pediu a vc que cuide com o novo acordo ortográfico (ele morde ou é perigoso?) e da parte lexical???Como assim? Sabe-se lá se sabem o que quer dizer isso....
    Enfim...adorei!!!
    Beijosssssssssssssssssssssssss

    Estrela

    ResponderExcluir
  62. Lilian,

    Tua capacidade de usar os mesmos argumentos que eu realmente me assusta. Claro que, por isso, sou teu fã! ;)

    Beijo

    ResponderExcluir
  63. eu respeito os Ateus,mesmo sendo evangélico,mas acho que essa nova geração de Ateus que está surgindo ,está se tornando uma especie de religiao fanática.Tem ateu por aí que acredita em tudo que é contra a religião,só faltam fundarem uma associação que devem pagar 10 % do salário pra se unir contra os males da religião

    ResponderExcluir
  64. Adooooorei adorei adorei adorei!
    Me pegou numa boa hora esse texto.
    Venho pensando nisso ultimamente :)
    vc falou tudo que eu gostaria de falar =)
    ... é, eu também não gosto quando as pessoas querem me converter :S

    shauhsuah
    Muito bom o texto, muito engraçada a parte do. Já fui assassino e etc shauhsuahs

    Beijos

    ResponderExcluir
  65. Eu,apesar de ser luterano, vejo em muitos ateus atitudes melhores do que em alguns cristãos. Enfim, é como dizem no tropa de elite 2: Cada cachorro que lamba a sua caceta... hehehe

    bom texto!

    http://deathecator.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  66. Sou partidário do cada um na sua. Mas o fanatismo [todos os tipos] é um porre, não tenho mais paciência! Guarde para você o seu ideal, religião, pensamento, orientação sexual e partido politico. Não quero ser salvo! Nem pensar como você, muito menos votar em você, não quero nem ver você.
    É simples, fica na sua que eu fico na minha. Parece fácil mas o fanático quer te converter, é ou não é um porre? Olha eu também sinto uma enorme vontade de revidar com uns tabefes.

    ResponderExcluir
  67. Muito bom!!! Gostei parabens pelo trabalho!!!
    bjusss

    http://annapaulaolifer.blogspot.com/2010/11/jesus-cristo.html

    ResponderExcluir
  68. Sou espírita. Acredito sim em Deus. Mas não armo nenhum barraco quando alguém diz que não acredita. Defendo a liberdade e a liberdade de credo é uma delas. Coisa muito tosca essa de ficar julgando pessoas por coisas que elas acreditam ou não. E ah, também acredito em extra-terrestres... rsrsrsr

    ResponderExcluir
  69. meu, gostei muito do texto. sou ateu e sei muito bem como é esse julgamento contra nós e achei muito bem colocado os casos da pessoa 1 e pessoa 2 huahuahua é simplesmente genial como quem acredita em Deus é santo apesar de tudo e quem é ateu é um demônio apesar de tudo.

    e é realmente foda o pessoal da comunidade que não comenta os blogs, só deixa os seus, te entendo.

    tô seguindo você, se quiser passa lá também:
    http://baiucadobardo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  70. Eu acho que devemos respeitar a crença e a escolha de cada um, independente daquele ditado mais velho que ``andar pra trás`` que diz que política e religião não se discutem. Até porque o debate leva a conscientização e nos leva a conhecer mais de nós mesmos.
    No entanto, no mundo em que vivemos o respeito a escolha do outro é invisível e inexistente, sabe, ao ponto de pessoas sem-noção alguma não perceberam que piadinhas aparentemente inofensivas são na verdade uma forma mascarada de preconceito.

    ResponderExcluir
  71. É incrivel, conheci seu blog ontem e, estou impressionado com o modo como você envolve o leitor e o faz com humor e inteligência. Elogios feitos ... Sou ateu - Graças a deus (com letra minuscula mesmo). Ha pouco tempo decidi e, considero ser um processo de evolução que entrei após formar minha ideologia sem interferencia alguma da familia. O olhar que você abordou sobre o assunto, é tão "superficial" e mesmo assim conseguiu ir a fundo na questão, magnifico!

    Se possivel: http://semvergonhanacara.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  72. Parabéns pelo tópico postado. Achei-o bem consoante com minhas idéias sobre religiões e religiosos que, vez por outra, exponho no meu blog "Além do Amém" (http://alemdoamem.blogspot.com/)
    Abraços, Carlos Dantas

    ResponderExcluir
  73. Muito interessante o seu texto e, eu concordo com o seu modo de pensar.
    Você escreve de uma forma que prende a tenção do leitor, além de possuir assuntos legais.
    Parabéns pelo Blog.. adorei de verdade.

    beijos.

    ResponderExcluir
  74. Aliás.. "parabéns à todas vocês". =)

    ResponderExcluir